Goucha admite que se deixou levar pela fama: "Andava deslumbradíssimo, ganhava muito dinheiro"

Apresentador marcou presença no programa 'Dois às 10' de Maria Botelho Moniz e Cláudio Ramos.
Manuel Luís Goucha
Maria Botelho Moniz, Manuel Luís Goucha e Cláudio Ramos
Manuel Luís Goucha
Manuel Luís Goucha
Manuel Luís Goucha
Manuel Luís Goucha
Manuel Luís Goucha
Maria Botelho Moniz, Manuel Luís Goucha e Cláudio Ramos
Manuel Luís Goucha
Manuel Luís Goucha
Manuel Luís Goucha
Manuel Luís Goucha
02 mar 2021 • 14:04
Presença assídua das tardes da TVI com um programa em nome próprio, Manuel Luís Goucha regressou às manhãs do canal para ser entrevistado por Maria Botelho Moniz e Cláudio Ramos no 'Dois às 10'. Entre vários temas de conversa, o apresentador recordou o seu percurso profissional, admitindo que se deixou levar pela fama no início da carreira. 

"Foi nos 'Momentos de Glória', há 28 anos, nesta casa", disse, referindo-se ao programa que marcou a sua estreia na televisão. "Não imaginas o salário que tinha por cada programa, comparativamente àquilo que se ganha hoje em dia, claro que não me estou a queixar, tenho uma vida privilegiada, mas comparativamente o salário era inacreditavelmente alto", revelou. 

Aos 39 anos, Goucha deslumbrou-se pelos 'luxos' de entrevistar várias celebridades internacionais. "Agora imagina o que é tu receberes 23 estrelas do cinema internacional. Vinham de propósito para o programa. Claro que aqui eu deslumbro-me. Não tive a humildade suficiente para dizer a quem me convidou: Eu não tenho idade para fazer isto. Eu não tenho maturidade, nem estrutura intelectual, nem cultural para falar com estas pessoas", contou. "Naquela altura eu andava deslumbradíssimo, ganhava muito dinheiro, tinha um grande programa invejado por toda a gente, nomeadamente por profissionais que andavam cá há muitos anos", acrescentou. 

O comunicador, de 67 anos, revelou que chegou ouvir algumas críticas, entre as quais: "Então andamos aqui há tantos anos e vem o ca**** do cozinheiro e leva este programa".

No entanto, apesar de na TVI ter um estatuto de estrela, o programa não correu como o esperado e por isso, aprendeu uma lição: "O objetivo não pode ser a fama". "Percebi que tens de ser muito bom profissional e divertir-te. A partir daí correu bem", concluiu. 
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo