Harry e Meghan Markle criticados após contrato milionário

Casal está a ser acusado de se aproveitar dos títulos reais para fazer negócio e rainha é pressionada a reagir.
Meghan Markle e Harry vivem agora em Los Angeles
Príncipe Harry e a mulher, Meghan Markle
Meghan Markle e Harry vivem agora em Los Angeles
Príncipe Harry e a mulher, Meghan Markle
08 set 2020 • 01:30
Vânia Nunes

O contrato milionário assinado por Meghan Markle e Harry com a Netflix está a gerar controvérsia entre a realeza britânica. De acordo com a imprensa internacional, a rainha Isabel II terá ficado furiosa com o negócio, uma vez que não foi consultada pelo neto e a nora. Além disso, os seguidores da Casa Real têm pressionado a monarca a retirar os títulos de duque e duquesa ao casal.

Nas críticas que chegam principalmente das redes sociais, Harry e Meghan estão a ser acusados de se estarem a aproveitar do prestígio dos seus títulos para conseguirem contratos comerciais, como é o caso daquele que assinaram com a gigante do streaming.

Programação familiar
Indiferentes a todas as polémicas, Meghan e Harry estão empenhados em investir no entretenimento e na ficção, seis meses depois de se terem ‘despedido’ dos compromissos reais. "Harry e Meghan inspiram milhões de pessoas em todo o Mundo com a sua autenticidade, otimismo e liderança. Estamos extremamente orgulhosos pelo facto deles terem escolhido a Netflix como o seu lar criativo e ansiosos por contarmos juntos histórias que podem ajudar a construir resiliência e aumentar a compreensão do público", disse o diretor de Conteúdos da plataforma, Ted Sarandos.

Os pormenores do negócio ainda não foram revelados, no entanto, o ‘New York Times’ adianta que a ex-atriz de ‘Suits’ não pretende voltar a representar. "O nosso foco será a criação de conteúdo que informa, mas que também dá esperança", disse o casal em comunicado, acrescentando: "Como novos pais, criar uma programação familiar inspiradora também é importante para nós."

Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo