Harry revive drama da morte da mãe com os paparazzi

Os duques de Sussex tomaram medidas contra a imprensa britânica, após Meghan ser fotografada a passear no Canadá.
Harry e Meghan
Harry e Meghan
Foto: Instagram
22 jan 2020 • 11:51
O príncipe Harry mostrou-se revoltado contra a imprensa britânica e decidiu tomar medidas.

Os duques de Sussex ficaram furiosos quando, na segunda-feira, Meghan Markle foi fotografada durante um passeio descontraído com o filho Archie e os dois cães, pelo parque de North Hill, no Canadá. O paparazzi mostra os primeiros momentos na nova vida da duquesa, no Canadá, desde que, juntamente com o príncipe Harry, decidiram afastar-se da família real e tornarem-se independentes.

Os advogados de Harry e Meghan enviaram uma carta aos meios de comunicação britânicos onde garantiram que vão ser tomadas medidas legais se as fotografias da ex-atriz forem publicadas. 

Segundo consta na nota, "existem sérias preocupações de segurança sobre como os paparazzi conduzem e o risco de vida que eles representam", numa clara referência à morte trágica da princesa Diana, em 1997.

Harry e Meghan acusam o fotógrafo que conseguiu as imagens de estar escondido atrás dos arbustos, a espiar a duquesa. 

Nesta nova vida, no Canadá, Harry e Meghan vão enfrentar uma exposição mediática como celebridades, visto que se tornaram independentes da realeza e a privacidade do casal já não vai ser tão protegida como era em Inglaterra, onde os membros da realeza só estão mais expostos nos compromissos oficais.

Harry e Meghan continuam a enfrentar as primeiras mudanças após a decisão polémica que levaram para a frente. Os dois já perderam os títulos reais e os fundos públicos. Além disso, vão ter de pagar tudo o que gastaram na remodelação de Frogmore Cottage. O casal vai viver numa casa que custa 24 milhões de euros.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo