Ida ao espaço de Mário Ferreira marcada para quinta-feira

Ninguém sabe ao certo quanto pagou para entrar em órbita.
Mário Ferreira é líder do turismo de cruzeiros em Portugal e dono da Media Capital
Mário Ferreira é líder do turismo de cruzeiros em Portugal e dono da Media Capital
Foto: Ricardo Meireles / sábado
31 jul 2022 • 01:29
Ana Maria Ribeiro
Os primeiros bilhetes para os voos espaciais da empresa Blue Origin, de Jeff Bezos, foram leiloados e a procura foi tanta que chegou a pagar-se 27 milhões de euros pela possibilidade de ver a Terra à distância. Uma excentricidade ao alcance de muito poucos.

O empresário Mário Ferreira – que se vai tornar na quinta-feira no primeiro português a entrar neste clube exclusivo – tem viagem marcada, mas ninguém sabe ao certo quanto pagou para entrar em órbita. O multimilionário Bezos nunca revelou quanto é que cobra pelos bilhetes “normais” para fazer a viagem, embora em 2018 um funcionário da sua empresa tenha adiantado, anonimamente, que deverá rondar entre 200 mil e 300 mil dólares – ou seja entre 196 mil e 294 mil euros. Uma vez que a ‘voltinha’ dura apenas 10 minutos, o empresário português, de 54 anos, poderá estar a pagar entre 19,6 mil e 29,4 mil euros por minuto para um cumprir o sonho de infância.

Um sonho que o dono da Douro Azul vai partilhar, dia 4, com os empresários Coby Cotton e Clint Kelly III, a engenheira Sara Sabry, a montanhista Vanessa O’Brien e o executivo de telecomunicações Steve Young.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo