Irina Shayk vive meses de inferno após separação

Separada do ator desde junho, só agora é que a modelo conseguiu superar o facto de ter sido deixada quando achou que ia ser pedida em casamento
Irina Shayk, Bradley Cooper
Irina Shayk, Bradley Cooper
Irina Shayk, Bradley Cooper
Irina Shayk, Bradley Cooper
15 fev 2020 • 20:55
Foi preciso mais de meio ano para Irina Shayk conseguir perdoar Bradley Cooper, que a deixou numa altura em que esperava pelo pedido de casamento. De acordo com a revista ‘In Touch’, a modelo russa decidiu agora ter uma relação "amigável" com o ex-companheiro para garantir estabilidade à filha de ambos, Lea de Seine, de três anos.

"A Irina não superou o facto de o Bradley a ter deixado. Ela tinha esperança no noivado, no casamento e na possibilidade de terem outro filho", relatou uma fonte à publicação.

A rutura aconteceu em junho e nenhum dos dois falou publicamente sobre os motivos que levaram às divergências. No entanto, é sabido que os dois alimentaram uma guerra desde então e cortaram completamente relações. "Houve alturas que a Irina nem sequer queria vê-lo e pediu a ajuda de um intermediário para lidar com as questões da filha.

Precisou de meses para perceber que era melhor lidar com o Bradley diretamente, e serem amigos, do que estarem em guerra constante".Entretanto, o ex-casal já começou a fazer programas a três para que a filha sinta que tem uma "família normal".

Publicamente, a ex-namorada de Cristiano Ronaldo e o galã de Hollywood também já não escondem que fizeram as pazes e posaram juntos para uma foto num evento.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo