Jessica Athayde: “Tomei antidepressivos em toda a gravidez”

Depressão obrigou atriz a tomar medicamentos. Por causa dos antidepressivos optou por não amamentar.
Jessica Athayde
Jessica Athayde
Jessica Athayde
Jessica Athayde
Jessica Athayde
Jessica Athayde
Jessica Athayde
Jessica Athayde
28 jun 2019 • 01:30
Carolina Cunha
Duas semanas após ter sido mãe do pequeno Oliver, Jessica Athayde regressou aos ecrãs para falar sobre a maternidade numa entrevista a Fernanda Serrano.

A atriz fez revelações surpreendentes e confessou que recorreu a antidepressivos na gravidez: "Eu não gostei de estar grávida e estava mesmo no limite e fora de mim durante a gravidez. Fiz uma coisa que muitas mulheres fazem neste País e em todo o lado do Mundo: tive de tomar antidepressivos", confessou a artista, que se mostrou consciente da sua decisão.

A namorada de Diogo Amaral descreveu a gravidez como uma fase dolorosa e confessou que os antidepressivos foram a solução necessária para lidar com as constantes mudanças físicas, psicológicas e hormonais ao longo dos nove meses que se revelaram um verdadeiro desafio.

Jessica aproveitou a oportunidade para justificar o facto de não amamentar o filho. "Tomei a decisão de não dar de mamar porque se eu desse podia passar o antidepressivo ao meu filho. Há mulheres que o fazem e a criança pode ter uma ressaca e depois tenho de andar a desfazer antidepressivos dentro da papa do bebé", contou.

Visitas restritas
Nesta fase, Jessica Athayde refere que tem estado mais resguardada e que fechou a casa "durante um mês a convidados". Depois, a atriz espera voltar às rotinas.

"É um amor instantâneo"
Apesar de ter detestado estar grávida, Jessica revela que, assim que pegou no filho, sentiu "um amor instantâneo". A atriz enaltece ainda o apoio do companheiro, Diogo Amaral.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo