Jim Carrey acusado pela morte da 'ex'

Caso está agora em tribunal.
20 set 2016 • 12:12
Um ano após a morte da ex-namorada, Cathriona White, Jim Carrey vê agora a tragédia chegar a tribunal, sendo acusado pela morte da maquilhadora. De acordo com o site 'TMZ', o processo foi movido pelo ex-marido da jovem, que garante que o ator comprou opiáceos para Cathriona, mesmo sabendo que esta se debatia com uma depressão profunda e que o consumo destas substâncias podia ser fatal.

No processo, que deu entrada no tribunal de Los Angeles, pode ainda ler-se que Carrey manipulava a ex-namorada, com quem mantinha um relacionamento instável há anos. Segundo o ex-marido de Cathriona, o ator usava mesmo câmaras de vigilância para controlar o que a jovem fazia no seu apartamento.

Recorde-se que Cathriona White morreu há um ano, depois de ter ingerido uma elevada dose de medicamentos. O ator e a maquilhadora, de 28 anos, tinham terminado o romance poucas semanas antes.
Mais sobre
Newsletter
topo