Joana Amaral Dias chora a morte do pai

Psicanalista Carlos Amaral Dias morreu hoje em Lisboa, aos 74 anos.
Joana Amaral dias com o pai, Carlos Amaral Dias
Joana Amaral dias com o pai, Carlos Amaral Dias
03 dez 2019 • 15:15
Joana Amaral Dias está de luto pelo pai, Carlos Amaral Dias. O psicanalista de 74 anos morreu esta terça-feira, em Lisboa. 

A psicóloga vive momentos de grande dor, depois de ter assumido publicamente que estava radiante por ter conseguido concretizar um sonho antigo, adotar uma criança. Dinis, de dois anos, chegou à família em setembro e Joana já tinha dito que este seria "o melhor Natal de sempre".

Carlos Amaral Dias abandonou há cerca de um mês, a seu pedido, a direção do Instituto Superior Miguel Torga (ISMT), à frente do qual esteve mais de duas décadas. Foi catedrático da Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação de Coimbra e foi docente do Instituto Superior de Psicologia Aplicada, em Lisboa, cidade onde manteve durante vários anos consultório médico. Foi ainda presidente da Sociedade Portuguesa de Psicanálise e autor de diversas obras.

O psicanalista deixa quatro filhos.
artigos relacionados
Newsletter
topo