Joana Cruz quebra o silêncio sobre a condenação do homem que a perseguiu

“É um assunto que está encerrado" revelou a locutora que se tem apoiado nos amigos.
Joana Cruz
Joana Cruz
Joana Cruz
Joana Cruz
23 mai 2020 • 12:03
Viveu um inferno durante cinco anos, ao ser perseguida e ameaçada por Jorge Lopes, um técnico comercial. Agora, Joana Cruz, de 41 anos, respira de alívio com a condenação do perseguidor a cinco anos de prisão efetiva.

"É um assunto que está encerrado e resolvido", disse à ‘Vidas’. Além de ver finalizado um longo processo na Justiça, a estrela da RFM decidiu colocar um ponto final na relação com o músico Alberto Índio.

Uma decisão que se recusa a comentar. "Não falo da minha vida privada", disse, apenas, repetindo a mesma frase ao ser questionada pelo estado de saúde da filha do ex-companheiro que está lutar contra um cancro.

AMIGOS SÃO O REFÚGIO 

Nos últimos meses, os maiores pilares da locutora foram os amigos mais próximos. "Felizmente, os amigos verdadeiros são poucos mas bons. Nesta fase temos sido uns para os outros em muitas chamadas por vídeo", revelou, mostrando-se muito grata. Quanto ao futuro, Joana espera ganhar novos desafios profissionais. "Quem sabe voltar a fazer algum projeto de televisão."
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo