João Vieira Pinto em pânico com a casa a arder

Ex-futebolista acordou com a casa das máquinas e a garagem em chamas.
Ângela Galvão ajudou João Vieira Pinto a extinguir  o incêndio
Ângela Galvão ajudou João Vieira Pinto a extinguir o incêndio
Foto: Ricardo Ruella
21 mai 2022 • 01:30
João Vieira Pinto não ganhou para o susto quando viu que a sua casa estava a arder. O incêndio foi espoletado pela explosão de um cabo junto à sua habitação. "À medida que fomos descendo as escadas é que fomos sentindo o fumo, e quando chegámos à casa das máquinas e à garagem já estava o fogo a pegar. Aí entrámos em pânico, porque não sabíamos exatamente a dimensão e se alguma coisa ia explodir", começou por contar à revista ‘Nova Gente’.

Com a ajuda da mulher, Ângela Galvão, e do filho mais velho, Tiago Pinto, o ex-futebolista, de 50 anos, conseguiu extinguir o fogo, mas este acabou por causar danos na casa. "Deu cabo de todos os quadros elétricos, porque dispararam e queimaram-se todos. Na casa das máquinas, tudo o que era eletrodoméstico avariou, a casa ficou cheia de fumo e as paredes todas negras. Se demorássemos mais cinco minutos não íamos conseguir dominar o fogo. Foi um susto grande, podia ser pior, mas, felizmente, acordámos na altura certa", disse.
Mais sobre
Newsletter
topo