Johnny Depp: A caminho da destruição

A guerra judicial com a ex-mulher levou o ator a refugiar-se no álcool e a situação está fora de controlo. Os ammigos temem que o artista corra perigo de vida.
Johnny Depp
Amber Heard apresentou queixa de violência doméstica contra o ator
Johnny Depp
Amber Heard apresentou queixa de violência doméstica contra o ator
24 nov 2019 • 17:00
Sónia Dias
Oestilo de vida adotado por Johnny Depp nos últimos meses está a prejudicá-lo fortemente na batalha judicial que enfrenta em tribunal contra a ex-mulher, Amber Heard, que o acusa de violência doméstica.

De acordo com a revista norte-americana ‘Globe’, o ator refugiou-se no álcool e a situação parece estar fora de controlo, pelo que os amigos temem mesmo que ele corra risco de vida.

De acordo com a publicação, Depp, de 56 anos, já não esconde o consumo excessivo de álcool. "Na noite de véspera de um importante evento, Johnny continuava a pedir que levassem garrafas de vodka ao seu quarto de hotel às três da manhã", revela uma fonte próxima do ator de ‘Piratas das Caraíbas’. "E durante o evento, ele continuava a beber álcool de uma chávena de café. Foi terrível!", continuou.

A mesma fonte revelou à ‘Globe’ que Depp teve de contar com a ajuda dos seguranças para conseguir manter-se em pé enquanto percorria a ‘red carpet’. Mais tarde, ao regressar ao hotel, o ator terá feito um escândalo ao reclamar sobre o quarto onde estava hospedado. Finalmente, quando o conseguiram acalmar disse: "Tudo bem, vou destruí-lo na mesma..."

A situação é tão grave que os amigos de Depp receiam que o ator não sobreviva até ao Natal, diz a revista.

Vícios do passado
O comportamento de Johnny Depp só vem reforçar os testemunhos de Amber Heard em tribunal sobre o consumo de álcool e drogas: "O relacionamento de Johnny com a realidade oscila, dependendo da sua interação com estas substâncias. Enquanto a paranoia e agressões de Johnny aumentavam durante o nosso relacionamento, crescia também a minha consciência sobre o seu abuso contínuo de álcool e drogas", disse em tribunal.

Entretanto, os excessos de Depp também ditaram o fim da relação com a bailarina russa Polina Glen, de 24, com quem namorava há um ano.

História de um amor que acabou em violência
Johnny Depp casou com Amber Heard, 23 anos mais nova, em fevereiro de 2015. A atriz pediu o divórcio 15 meses depois, seguido de uma queixa de violência doméstica (ao lado, uma das imagens dos hematomas apresentadas como prova). O ator, que sempre negou as acusações, viu-se obrigado a pagar perto de 6,5 milhões de euros a Heard, que agora está a processar por difamação, exigindo-lhe 45 milhões.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo