Johnny Depp acusa ‘ex’ de inventar agressões

Ator nega agressões e avança com nova ação judicial contra Amber Heard.
Johnny Depp
Johnny Depp, Amber Heard
Johnny Depp e Amber Heard
Johnny Depp
Johnny Depp, Amber Heard
Johnny Depp e Amber Heard
22 mai 2019 • 06:00
A polémica volta a instalar-se na vida de Johnny Depp. O ator moveu um processo de difamação contra a ex-mulher, Amber Heard. O casamento entre os dois chegou ao fim após as acusações de violência doméstica por parte da atriz.

Agora, o galã vem a público desmentir os episódios violentos: "Nunca abusei dela ou de qualquer outra mulher. Ela era a agressora e eu era a vítima. Ela cometeu inúmeros atos de violência doméstica. Deu-me socos, pontapés e atirou-me objetos".

Depp vai mais longe ao acusar a ex-mulher de ter usado tinta para fingir hematomas, há dois anos, quando moveu o processo de divórcio.

"Neguei as alegações da senhora Heard feitas em maio de 2016, quando avançou para Tribunal para obter uma ordem de restrição, com hematomas pintados", declarou.

Os advogados da atriz já vieram a pública repudiar as afirmações prestadas pelo ator.

Recorde-se, Deep foi obrigado a indemnizar Amber em mais de seis milhões de euros.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo