Jorge Gabriel apresenta a 'Praça da Alegria' um dia depois da morte do pai

Apresentador perdeu o pai, Albano Fialho, vítima da Covid-19.
Jorge Gabriel
Jorge Gabriel e o pai Albano
Jorge Gabriel
Sónia Araújo e Jorge Gabriel
Jorge Gabriel
Jorge Gabriel
Jorge Gabriel e o pai Albano
Jorge Gabriel
Sónia Araújo e Jorge Gabriel
Jorge Gabriel
20 jan 2021 • 14:10
Um dia após a morte do pai, Jorge Gabriel marcou presença no programa 'Praça da Alegria' da RTP1. O comunicador perdeu o progenitor Albano Fialho, aos 96 anos, vítima da Covid-19, esta terça-feira, mas mesmo assim fez questão de apresentar o programa ao lado de Sónia Araújo, tal como tinha dito que faria, como forma de o homenagear.  

A presença do apresentador em estúdio valeu-lhe o elogio da cantora Rebeca. "Desde já, quero dar-te os parabéns porque achava que tu não estavas aqui hoje. Por isso, os parabéns de estares a trabalhar e os meus sentimentos", disse. 

O anfitrião do programa da RTP1 explicou que tudo se tratou de uma homenagem ao pai.  "Obrigado, minha querida! É melhor forma de honrar o meu pai. É fazer aquilo que ele mais gostava que eu estivesse a fazer nesta altura: a trabalhar", respondeu Jorge Gabriel. "Era o que ele queria de certeza absoluta. Infelizmente os serviços fúnebres com doentes Covid e mortes Covid são impossíveis de serem correntes como todos os outros. Portanto, vamos ter de aguardar para que possamos, aí sim, prestar uma última homenagem", acrescentou. 

"Obrigada pelas mensagens que me têm enviado, muito obrigado pela forma que me têm transmitido… É um momento muito duro, muito difícil (...) os pais servem para isso mesmo, para serem um exemplo e para nos guiarem para todo o sempre. Muito obrigada pai por tudo aquilo que me pudeste transmitir ao longo do teu tempo. E vais continuar…", atirou.

Recorde-se que a mulher e os filhos de Jorge Gabriel também enfrentaram a doença no verão passado.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo