José Alberto Carvalho partilha mensagem arrepiante em direto

O jornalista confessou que devido ao surto de coronavírus não conseguiu despedir-se de uma familiar que morreu. Rosto da TVI foi impedido de estar presente no funeral.
José Alberto Carvalho
José Alberto Carvalho
Foto: David Martins
30 mar 2020 • 12:16
José Alberto Carvalho emocionou os telespectadores no passado domingo, dia 29 de março, com um desabafo em direto no final da emissão do 'Jornal das 8, na TVI. 

O jornalista, que anunciou que vai afastar-se agora durante uns dias do pequeno ecrã para cumprir o isolamento social, depois de ter estado na antena da TVI para fazer a cobertura jornalística do surto de coronavirus, aproveitou para revelar a mágoa que sente. 

"Permitam-me partilhar duas reflexões no final destas semanas particularmente difíceis", começou por dizer. 

"Hoje foi sepultada uma pessoa da minha família, que sempre foi muito importante na minha vida. Sucumbiu aos 93 anos, não foi vítima da covid-19, mas o vírus impediu-me que me despedisse dela", desabafou, visivelmente emocionado.

"A cerimónia fúnebre foi reduzida, com meia dúzia de pessoas, sem um abraço de conforto, sem o pegar na mão para dizer força. O vírus rouba-nos até esta exigência moral da humanidade que é despedirmo-nos dos nossos mortos e nunca, nem nos campos de batalha mais sangrentos, se deixam os mortos para trás
", continuou o pivô da estação de Queluz.

Além deste desabafo, José Alberto Carvalho partilhou ainda a história de um profissional de saúde que se encontra afastado da família para cumprir as medidas de prevenção contra o coronavírus e evitar a propagação da doença.

"Sei de um médico que alugou uma caravana e tem estacionada ao lado de casa para não contagiar ninguém e para, pelo menos, poder acenar aos filhos e ver-lhes o rosto pela janela. Há médicos nas unidades de cuidados intensivos, não a tratarem dos doentes, mas eles próprios a receberem cuidados porque são vítimas da doença", contou, tentando sensibilizar os telespectadores para o período difícil que estamos a viver.

"
É imoral pedir aos médicos que salvem vidas, bater-lhes palmas das janelas das varandas e depois sair de casa sem razão, muito menos para ver como está o tempo", afirmou, alertando as pessoas que não têm estado a cumprir a quarentena.

José Alberto Carvalho terminou o desabafo emotivo revelando que vai continuar sem poder "sentir o toque dos filhos por precaução, pelo menos, nas próximas duas semanas". "Cada dia é uma vitória contra o vírus", concluiu.

A mensagem de José Alberto Carvalho tornou-se viral nas redes sociais e os elogios ao jornalista não páram. "Grande mensagem", "Testemunho comovente", "Grande senhor e grande profissional", "Este senhor é realmente um grande jornalista", são algumas das mensagens que se podem ler no Instagram oficial da TVI, que não resistiu a partilhar o vídeo. Além dos elogios, José Alberto Carvalho está a receber várias condolências pela dor da perda do familiar.

Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo