José Castelo Branco admite: "Sem a Betty não sou nada"

Socialite diz-se preocupado com a saúde da mulher Betty e fala sobre as eleições.
José Castelo Branco, Betty
importa
importa
importa
José Castelo Branco na ModaLisboa
José Castelo Branco, Betty
Elegância e glamour nos Globos de Ouro
importa
importa
importa
José Castelo Branco, Betty
José Castelo Branco, Betty
importa
importa
importa
José Castelo Branco na ModaLisboa
José Castelo Branco, Betty
Elegância e glamour nos Globos de Ouro
importa
importa
importa
José Castelo Branco, Betty
29 jul 2019 • 11:40
André Filipe Oliveira
Regressado a Portugal há cerca de duas semanas, José Castelo Branco, de 56 anos, que marcou presença na festa de verão da TVI, no último sábado, 20 de julho, e mostrou as saudades que sente da mulher, Betty Grafstein, de 90 anos.

Betty foi recentemente submetida a uma operação ao coração: "A Betty está muito melhor. Tenho falado muito com ela, está com uma voz melhorzinha. Está numa casa de recuperação muito perto da nossa casa, em Nova Iorque. Tem muitas mordomais." O conde entrou em rejeição com a ideia de perder a mulher: "Morro só de pensar, nem quero falar nisso. Sem a Betty não sou nada".

Além dos afazeres pessoais, Castelo Branco voltou a falar da sua candidatura a primeiro-ministro, que corre a todo o gás. "Estamos a tratar das assinaturas, a colocar tudo em dia. Conto com as de todos", garantiu. Sobre as razões da candidatura, o marchand de arte destacou os maiores escândalos do País: "Ouvia todos os noticiários. Uma vergonha, um nojo. Os Sócrates da vida. O Salgado que destruiu a família toda. Acabou com toda a gente. O Berardo um tonto, eu até simpatizava com ele."
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo