José Castelo Branco descobre contas de 30 mil euros por pagar

Socialite quer vender palacete de Sintra para pagar contas. Afastado de Portugal há um ano, volta para ver o filho e o neto.
José Castelo Branco
José Castelo Branco na ModaLisboa
Foto: Liliana Pereira
17 out 2018 • 01:30
André Filipe Oliveira
O regresso de José Castelo Branco a Portugal não poderia estar a ser mais atribulado. A viver em Nova Iorque, o conde viajou até Lisboa para resolver questões burocráticas em relação ao palacete de que é proprietário na vila de Sintra, mas foi surpreendido assim que chegou à residência. 

"A gerente da casa deixou-me cheio de dívidas. Mais de 30 mil euros para pagar", revela num vídeo publicado nas suas redes sociais, em que filma várias cartas com contas para pagar e que lhe foram deixadas pela anterior governanta da moradia. Até ao momento, a Casa Escadinhas Do Visconde De Ouguela serviu de turismo de habitação e recebia hóspedes de toda a parte. O custo diário da residência começava nos 90 euros e podia atingir os 150 por pessoa, mas pelos vistos o negócio começou a dar prejuízo.

O conde, que está a viver nos Estados Unidos com a mulher, Betty Grafstein, delegou a gestão do espaço a uma amiga de longa data, que até ao momento nunca havia manifestado quaisquer preocupações ao marchand. No último domingo, durante a sua aparição surpresa na ModaLisboa, José Castelo Branco mostrou-se preocupado com a situação e manifestou a vontade de se desfazer da casa para pagar as dívidas. "Vim resolver assuntos relacionados com a casa. Agora, ou vendo ou terei de pensar noutra solução. Já tinha colocado à venda mas ninguém quis. É altura certa para vender, apesar de ter pena, claro", esclareceu. 

De passagem por Portugal, José Castelo Branco aproveitou ainda para matar saudades do filho, Guilherme, com quem já não estava há cerca de um ano. "Não aguentava mais estar longe dele. Não vinha a Portugal desde dezembro do ano passado. Agora, quero matar saudades dele e do meu neto... Sim, porque já sou avô".
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo