Júlia critica decisões de Bárbara

“Não soube escolher o homem com quem se casou”, afirma a apresentadora.
Júlia Pinheiro
Júlia Pinheiro, Bárbara Guimarães, Manuel Maria Carrilho, Campus de Justiça, João Vieira Pereira, José António Saraiva, Rogério Leitão
Foto: Duarte Roriz
02 abr 2017 • 01:30
Rita Montenegro
Depois de testemunhar por Bárbara Guimarães no julgamento de violência doméstica que esta moveu contra Manuel Maria Carrilho, Júlia Pinheiro fez um texto emocionado no Facebook, onde revela manter a esperança de que a estrela da SIC se reerga "dos danos que este processo atroz" lhe provocou, "que tem a vida estilhaçada, um filho longe dos braços dela e uma tristeza que disfarça com esforço".

"Bárbara cometeu dois pecados num único momento: não soube escolher o homem com quem se casou e, pior que tudo, não percebeu quem era o homem de quem se ia divorciar", escreveu Júlia Pinheiro, assumindo que ter ido a tribunal como testemunha não foi fácil. "Uma experiência limite para mim", assume. 

Em jeito de conclusão, Júlia Pinheiro espera que Bárbara Guimarães volte à mulher que era. "É uma valente, tem aguentado estoicamente o turbilhão. Sorri quando o coração sangra, e um dia vamos de novo vê-la inteira. Sem medo de ser perseguida, sem ser humilhada pelo pai dos seus dois filhos. Esta é a minha esperança".
Mais sobre
Newsletter
topo