Júlio Isidro infetou a família com Covid-19: “Fiquei mesmo muito triste”

Apresentador testou positivo após ter contactado com um colega infetado.
Júlio Isidro
Júlio Isidro, pai, paternidade, filha, Mariana Isidro
Júlio Isidro e a mulher
Júlio Isidro
importa
Júlio Isidro
Júlio Isidro, pai, paternidade, filha, Mariana Isidro
Júlio Isidro e a mulher
Júlio Isidro
importa
26 nov 2020 • 12:19

Depois de ter testado positivo à Covid-19 por ter estado em contacto com um colega infetado, Júlio Isidro revelou que infetou as filhas, Mariana e Francisca, bem como a mulher, Sandra: "Desde quarta-feira que estou com sintomas. Elas fizeram o teste sexta-feira e o resultado chegou na madrugada de segunda e estão as três positivas".

"Elas tinham sintomas também, dores de cabeça, a Mariana tinha dores de corpo. A Sandra também tinha tosse. A nossa médica disse-nos logo que em princípio elas também estariam, mas só depois de vir o resultado é que confirmámos", afirmou à 'TV7 Dias'.

O rosto da RTP contou que ainda tem alguns sintomas e revelou o momento em que a família conheceu o diagnóstico: "Ainda não me sinto bem e agora estamos um bocadinho mais tristes porque as meninas e a Sandra também ficaram infetadas, portanto está a família toda. Primeiro elas ficaram muito preocupadas com a notícia de eu estar infectado, então a minha mulher ficou mesmo muito triste e olhou para mim com lágrimas nos olhos… Depois, quando foi o teste delas, eu estava numa ansiedade desgraçada, nunca mais vinha o resultado, e desci a escada e quando me disseram que eu já podia entrar e ir para o pé delas percebi logo que já sabiam o resultado e que era positivo".

A culpa foi algo que o comunicador não conseguiu esconder: "Fiquei mesmo muito triste, porque há sempre da minha parte um complexo de culpa, não consigo deixar de o sentir. Então eu estou a fazer mal às minhas meninas? É horrível".

Aos 75 anos, Júlio Isidro é considerado um doente de risco e apesar de se mostrar confiante, confessa ter algum medo: "Isto causa mesmo muito receio. Até porque eu sou o mais velho da televisão e sempre me protegi muito mesmo. Com aquilo que fazia, estaria 90 e tal por cento seguro. Mas a verdade é que houve ali uma pequena percentagem e realmente o vírus apanhou-me… Eu não almoçava sequer juntamente com os outros, levava um lanchinho e comia no jardim sozinho".

 

Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo