Justin Bieber nega acusações de abuso sexual nas redes sociais

Cantor afirma que história “não é verdadeira”.
Espanha, Barcelona, Justin Bieber
Justin Bieber
Selena Gomez, Justin Bieber, Sofia Richie, discussão, guerra
Justin Bieber e Hailey Baldwin casam-se pela segunda vez
Espanha, Barcelona, Justin Bieber
Justin Bieber
Selena Gomez, Justin Bieber, Sofia Richie, discussão, guerra
Justin Bieber e Hailey Baldwin casam-se pela segunda vez
22 jun 2020 • 13:59

O cantor Justin Bieber foi acusado de ter violado duas mulheres, em 2014 e 2015, e as alegadas vítimas utilizaram as redes sociais para contar a sua versão da história.

A primeira mulher que acusou o jovem não revelou a sua verdadeira identidade e identificou-se como Danielle. A alegada vítima revelou que o sucedido aconteceu numa festa organizada pelo agente do cantor, Scooter Braun, em março de 2014: "As minhas amigas e eu estávamos a divertir-nos (…) até que um homem se aproximou de nós e perguntou se gostávamos de conhecer o Justin (…) Dissemos que sim, claro. Ele veio ter connosco, tirámos algumas fotos e falámos durante uns 20 minutos", contou na rede social Twitter.

Danielle afirma ainda que depois de um espetáculo, o cantor convidou-a a si e às amigas para irem ao hotel onde estava, levando-as depois para uma sala privada, onde terá acontecido o crime.

A outra mulher, que se apresentou como Kadi, afirma ter sido violada pelo artista há cinco anos, em maio de 2015, na cidade de Nova Iorque.

Depois das acusações se terem tornado virais, Justin Bieber, partilhou nas redes sociais fotografias de recibos e emails, onde terá estado na altura. O cantor afirmou ainda que esteve em Austin com a sua namorada da altura, Selena Gomez.

"Todas as acusações de abuso sexual devem ser levadas muito a sério e é por isso que a minha resposta era necessária (…) Vou trabalhar com o Twitter e as autoridades e tomar medidas necessárias", escreveu Justin Bieber no Twitter.

Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo