Katia: "Já servi às mesas e lavei chão"

Cantora revela que trabalhou fora de Portugal aos 19 anos.
Katia Aveiro afirma estar concentrada na carreira  de cantora
Foto: Mariline Alves
28 jun 2015 • 09:13
Marco Pereira
Cansada das acusações de que "não é nada e não faz nada", Katia Aveiro decidiu abrir o coração e revelar que, apesar das ajudas de Cristiano Ronaldo, tem batalhado ao longo da vida para ser "cantora de profissão".

"Antes de chegar aqui fui emigrante! Muita gente não sabe! Também não tenho que me fazer de coitadinha só porque trabalhei noutro país, tinha eu 19 anos e achei ser esse o meu destino. Sim, já servi às mesas, já lavei chão e muita louça! Mas pelo meio nunca senti vergonha, tinha sim os meus sonhos!", escreveu Katia nas redes sociais.

Orgulhosa do seu passado, a irmã do jogador do Real Madrid contou que passou "algumas dificuldades". "Deixei a escola aos 15 anos para trabalhar e ajudar em casa", confessou a cantora, de 37 anos.

Katia elogiou a mãe, Dolores – "trabalhou de sol a sol para nunca faltar pelo menos pão na mesa dos filhos" –, e assumiu que o irmão a ajuda. "Isso é motivo de julgamento?", questionou.

Feliz a trabalhar como cantora, Katia referiu que, neste momento, podia estar com a família em Miami "num resort de luxo". "Mas não, decidi optar pela minha carreira."
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo