Katia Aveiro envolvida em nova polémica

Irmã de Cristiano Ronaldo disse que quem vandalizou a estátua da CR7 na Madeira "devia era viver na Síria".
A carregar o vídeo ...
Estátua de Ronaldo vandalizada
14 jan 2016 • 18:50
Um dia depois de Cristiano Ronaldo ter perdido a Bola de Ouro para Leo Messi, o Funchal acordou com a estátua de CR7 vandalizada com a inscrição do número 10 e com o nome do astro argentino. Katia Aveiro não perdeu tempo e usou as redes sociais para criticar quem pintou a estátua do irmão. O pior é que disse que quem praticou o ato "devia era viver na Síria". Palavras que não caíram bem a quem segue a cantora nas redes sociais, que a criticou e a obrigou a um pedido de desculpas. A imprensa internacional, em especial a espanhola, está a dar amplo eco desta polémica que envolve a irmã de Ronaldo.

Esta não é a primeira vez que Katia fala nos seus textos publicados nas redes sociais sobre a Síria e os refugiados. Em setembro de 2015, disse que estava com muito medo: "Já pensaram na revolta que pode começar se os nossos governantes não criarem regras e formas de integrar? É mesmo difícil. É preciso ajudar os refugiados que vêm e precisam de ajuda mas também é preciso ter cuidado com os que trazem violência pura com eles", disse.

E mais: "Penso na minha família querida, nos meus filhotes que amo tanto e não consigo imaginar". Mas ressalvou: "Tenho medo do que vai acontecer e penso que quem sofre mais são os que ficam para trás, na guerra, a sofrer com fome porque não têm dinheiro para tentar fugir. E depois, há relatos que falam em pessoas do Estado Islâmico entre os refugiados que chegam à Europa. Tenho mesmo medo do que pode acontecer. Peço a Deus que não passem de boatos e que tudo corra bem mas tenho medo".
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo