Liliana Campos lê poema em homenagem a Pedro Lima: "Continuem a rir daquilo que nos fazia rir juntos"

A apresentadora demonstrou a dor pela perda do amigo na cerimónia de despedida.
Liliana Campos, Pedro Lima
Liliana Campos e Pedro Lima eram grandes amigos
Liliana Campos e Pedro Lima
Liliana Campos
Liliana Campos
Liliana Campos, Pedro Lima
Liliana Campos e Pedro Lima eram grandes amigos
Liliana Campos e Pedro Lima
Liliana Campos
Liliana Campos
24 jun 2020 • 11:57
Liliana Campos não conteve a dor que sente por se despedir do amigo, Pedro Lima, durante a cerimónia de homenagem ao ator, que se realizou ontem no hipódromo Manuel Possolo, em Cascais.

A apresentadora marcou o "último adeus" ao ator, que morreu aos 49 anos, dedicando-lhe um poema de Santo Agostinho, que leu perante todos os presentes, deixando familiares e amigos emocionados.

"A morte não é nada.
Eu somente passei 
para o outro lado do caminho 

Eu sou eu, Vocês são Vocês. 
O que eu era para vocês,
Eu continuarei sendo.

Me dêem o nome
Que vocês sempre me deram,
Falem comigo
Como vocês sempre fizeram

Vocês continuam vivendo
No mundo das criaturas,
Eu estou vivendo
No mundo do Criador.

Não utilizem um tom solene
Ou triste, continuem a rir
Daquilo que nos fazia
rir juntos

Rezem, sorriam,
Pensem em mim,
Rezem por mim.


Que meu nome seja 
Pronunciado
Como sempre foi,
Sem ênfase de nenhum tipo.
Sem nenhum traço de sombra
Ou tristeza

A vida significa tudo
O que ela sempre significou,
O fio não foi cortado.
Porque eu estaria fora
De seus pensamentos,
Agora que estou apenas fora
de suas vistas?

Eu não estou longe,
Apenas estou
Do outro lado do Caminho...

Você que aí ficou, siga em
frente,
A vida continua, linda e bela
Como sempre foi." 

Liliana Campos já tinha reagido em direto no programa que comanda, 'Passadeira Vermelha', com um momento que comoveu os espectadores, ao recordar o grande amigo, sem conter as lágrimas. Nas redes sociais, partilhou um vídeo onde relembra momentos vividos com o ator.

Pedro Lima foi encontrado morto na praia do Abano, em Cascais, no passado sábado. O ator, que era um dos mais acarinhados pelo público, tinha cinco filhos: João Francisco, de 21 anos, fruto da relação anterior com Patrícia Piloto, Emma, de 15, Mia, de 12, Max, de nove, e Clara, de três, fruto da relação que mantinha atualmente com Anna Westerlund.

Segundo o Correio da Manhã, o resultado da autópsia indica que a eterna estrela da ficção nacional morreu por afogamento, e que ainda estava vivo quando caiu ao mar.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo