Ljubomir Stanisic mete a colher entre marido e mulher

O chef mais temido da televisão portuguesa vai tentar ajudar um casal de Viseu e, mais do que dicas culinárias, vai perceber que terá de vestir a pele de psicólogo para que o negócio tenha sucesso.
Ljubomir Stanisic
Ljubomir Stanisic
Foto: Instagram
10 jan 2020 • 18:30
Carolina Pinto Ferreira
É já no próximo domingo, que Ljubomir Stanisic, de 41 anos, vai rumar até Viseu e tentar salvar o restaurante Casa das Francesinhas, uma propriedade que o casal Fátima e Zé Carlos adquiriu há cinco anos.

Tal como no episódio anterior, os dois proprietários queixam-se de um problema: a sazonalidade do negócio. Por altura da Feira de São Mateus, entre agosto e setembro, o restaurante funciona bem; o problema centra-se no inverno, onde as receitas mal chegam para pagar as despesas do estabelecimento.

Fátima dedica-se aos cozinhados, Zé Carlos é empregado de mesa. Os dois ainda contam com Nelson, que ajuda tanto a servir às mesas como na cozinha. Apesar do esforço e entrega dos poucos funcionários que trabalham no espaço, Ljubomir não gosta daquilo a que assiste.

O problema está no casal
Apesar de não achar os ingredientes maus, o chef não gosta daquilo que prova do menu da Casa das Francesinhas mas, o que mais o preocupa, são os problemas de comunicação entre Zé Carlos e Fátima. A cozinheira demonstra ser uma mulher teimosa e irredutível no que diz respeito aos seus ideais.

A casmurrice do marido não ajuda e o chef jugoslavo começa a perceber que os problemas familiares do casal interferem no local de trabalho.

Ljubomir Stanisic vai puxar pelo seu lado moral e ajuda os dois a superarem-se profissional e pessoalmente. A estrela da TVI ensina algumas técnicas novas a Fátima e chama a atenção a Zé Carlos, dizendo que deve tratar melhor a mulher.
O restaurante muda de nome para Miminhos da Fátima e o mais surpreendente é que Zé Carlos faz as pazes com os sogros.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo