Ljubomir Stanisic: o abismo da falência com dívida de meio milhão

Chef jugoslavo viveu um verdadeiro pesadelo após a perda do restaurante de Cascais. Durante semanas dormiu na rua e perdeu todos os amigos.
Ljubomir Stanisic
Ljubomir Stanisic
Foto: Instagram
15 dez 2019 • 12:00
Carolina Cunha
Atualmente, é considerado um dos mais prestigiados chefs a nível nacional, mas no passado Ljubomir Stanisic viveu dias de verdadeira tormenta com os seus negócios e investimentos.

A falência do restaurante ‘100 Maneiras’, em Cascais, que abriu em sociedade com José Avillez, foi um enorme marco na sua carreira que ainda hoje não esquece. A sociedade com José Avillez durou apenas oito meses e, com o fim do negócio em conjunto, a amizade entre os dois vacilou. "O projeto durou 8 meses, provavelmente porque não aguentámos com as nossas diferentes maneiras de ver as coisas, de trabalhar", revelou o Ljubo à data do acontecimento. Ljubomir Stanisic prosseguiu, sozinho, com o negócio, que acabou por falir em 2008. "Ele seguiu o seu caminho e eu cá fiquei com o meu 100 Maneiras."

Arrasado e frustrado com a enorme derrota, Stanisic viveu dias de grande angústia e perda: "Foi um abanão muito grande na minha vida, como quando perdes um ser querido ao teu lado; foi quase um funeral".
Com o restaurante vazio e sem clientes, a vida pôs à prova Ljubo, que confessa que perdeu praticamente todos os amigos após a falência. "Perdi 90% dos amigos. Quando estamos bem e temos dinheiro toda a gente é nossa amiga, mas quando estamos sentados num lago de m**** a nadar até ao nariz, raramente alguém entra lá de joelhos e te dá a mão para te tirar dela", recordou.

Com uma dívida de mais de meio milhão de euros, Ljubomir Stanisic fez contas à vida e viveu um verdadeiro pesadelo que parecia não ter fim à vista. A luta pela conquista da estrela Michelin, em que investiu milhares em "copos de cristal e toalhas com goma" foram o abismo que o obrigaram a fechar as portas. "Foram dívidas que tive de pagar durante seis ou sete anos, mas saldei tudo", confidenciou.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo