Ljubomir Stanisic revela: “Cheguei ao vosso país e dormi num banco de jardim”

Chef jugoslavo teve de fugir do seu país para Portugal. Nos primeiros tempos viveu na rua por não ter onde dormir e a comida era escassa
Ljubomir Stanisic
Ljubomir Stanisic
03 abr 2021 • 11:48
Ljubomir Stanisic é um conceituado chef de cozinha tendo já conquistado uma estrela Michelin, um reconhecimento ambicionado por todos os chefs, mas nem sempre teve uma vida fácil. No seu novo programa da SIC, ‘Hell’s Kitchen’, o jugoslavo recordou os tempos difíceis que viveu quando, em 1997, se mudou para Portugal para fugir à guerra. "Dormi num banco de jardim. Cheguei ao vosso país e dormi num jardim. Durante semanas não tinha pão para comer", recordou. No discurso que tinha para com os concorrentes, Ljubomir Stanisic salientou que o esforço foi a base do seu sucesso. "Cheguei onde cheguei pelo trabalho".

Infância de violência

Quando se mudou para a estação de Paço de Arcos, a mulher do chef, Mónica Franco, realizou um documentário, ‘Coração na Boca’, sobre a vida de superação de Ljubomir Stanisic, para a plataforma online do canal, onde recordou os episódios de violência doméstica que presenciou em criança. "O meu pai, quando bateu na minha mãe, saltei para cima dele, e tive de descer do prédio. Fiquei à espera de a ambulância chegar, para assistir a minha mãe. O meu pai batia na minha mãe e eu defendia-a ", contou. Episódio que terminou de forma trágica. "Aos 12 anos, quando cheguei da escola e entrei em casa, vi a minha mãe a ser pontapeada. Não tirei sequer a mala das costas, fui à cozinha, escolhi a maior faca que tinha e espetei a faca no meu pai. A minha mãe entrou em coma de tanta porrada. O meu pai saiu de casa, chorou, pediu-me desculpas, com um hálito a álcool, e não aconteceu nada. O meu pai nunca mais viveu comigo". Ljubomir garante que, ao longo dos anos, acabou por resolver os problemas com o pai e que já fizeram as pazes.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo