Lorenzo Carvalho: “Quero ter 20 filhos”

Milionário admite que já conquistou todos os sonhos
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
24 ago 2013 • 15:45

É rico, muito rico, gosta de se rodear de mulheres, de carros, e de se divertir nas melhores festas. Mas Lorenzo Carvalho, o jovem de 22 anos que chegou a Portugal há um ano, quer mostrar que é mais do que "um playboy e um menino da mamã". O brasileiro, filho de pai português, abriu as portas da sua casa de férias em Vilamoura à Vidas, para mostrar "o verdadeiro Lorenzo Carvalho".

"Quem não me conhece só consegue ver o Lorenzo que ‘torra' dinheiro em festas. Quando as pessoas privam comigo, mudam automaticamente de ideia. Mas eu percebo isso. A minha imagem é agressiva. Sou muito novo e já estou todo tatuado, estou sempre em festas com mulheres e, quando chego aos sítios, estou rodeado de seguranças. Não pareço um rapaz muito simpático."

Como ponto favorável, Lorenzo destaca o seu caráter empreendedor. O primeiro negócio que geriu foi aos 14 anos. "Abri uma loja de videojogos no centro de Milão. Correu tão bem que, passado um ano, já tinha três lojas."

A veia de gestor continuou a ser impulsionada e hoje tem negócios um pouco por todo o Mundo. "É verdade que a minha família é muito rica [o pai, Luiz Carlos Leal, tem negócios com pedras preciosas, e a mãe, Cleyci Rita de Carvalho, está ligada à área da cosmética], mas eu já tenho os meus negócios independentes dos deles. E quero ter mais. Além das festas, da cosmética e do mercado automóvel, já tenho em mente outros projetos para Portugal. Quero fazer investimentos no mundo da noite em Lisboa. Serão uma surpresa. Como viajei quase pelo Mundo inteiro, vi muito e quero conseguir dar animação ao povo português."

Lorenzo garante estar a par da situação económica do País e acredita que faz o que pode enquanto cidadão e empresário. "Crio muitos postos de trabalho com as minhas empresas e também ajudo as pessoas a animarem-se. Com as minhas festas, dá para se distraírem dos problemas e stresses do dia a dia". O jovem recebe pedidos de ajuda todos os dias, e muitos deixam-no sensibilizado.

"Não sou hipócrita, não consigo ajudar toda a gente. Recebo mais de mil mensagens por dia no Facebook. Mas fico mal ao ler certas coisas. Há tantas pessoas a perder casas ou sem dinheiro para tratar problemas de saúde...". Os pedidos que chegam pelas redes sociais são muitas vezes ignorados, até por "questões de segurança", mas o seu lado solidário vê-se noutras situações. "A minha empresa Understand 69 realiza, uma vez por mês, o sonho de uma criança em fase terminal. Ainda há pouco tempo, levei uma menina com a família à Disney. Tudo aquilo que está relacionado com crianças e idosos sensibiliza-se muito. Recentemente, também abri uma creche em Brasília [no Brasil] e adotei 122 crianças."

AMEAÇADO DE MORTE

Tudo isto é possível por ser milionário. Mas também há o lado negativo de ter crescido com tanto dinheiro. "Já recebi tantas desilusões que valem até eu ter 80 anos. Até os meus melhores amigos me traíram. Já perdi um Ferrari por causa de um amigo, outro tirou-me um Rolex [relógio], a outros emprestei dinheiro e nunca me devolveram... Confiei e depois roubaram-me."

A segurança, ou falta dela, é outra das suas preocupações. "Já fui ameaçado de morte de todas as maneiras possíveis e imaginárias. Tento ignorar e não pensar nisso, senão é impossível ter uma vida normal. Confio na empresa de segurança que trabalha comigo." Lorenzo admite que o estilo de vida que o dinheiro lhe proporciona compensa tudo.

"Na realidade, o dinheiro é a fonte para eu viver bem. É o que dá boa comida, boas casas, boa roupa e conforto. Mas não é preciso esbanjar", confidencia, apressando-se a explicar porque organiza festas tão luxuosas, como a do seu aniversário, no mês passado, na qual contou com a companhia de Pamela Anderson e gastou cerca de 300 mil euros. "Já vivi tanto, apesar de ser tão novo, que já não há muitas coisas que procure além de emoções. Faço festas para me divertir e para divertir os outros."

Os seus sonhos, esses já foram todos concretizados. "É feio dizer isto, mas já fiz tudo o que sempre quis e já tenho tudo o que quero. Já não me interessam os bens materiais. Dou valor às pessoas e aos sentimentos", revela, adiantando que quer constituir uma grande família. "Ao contrário do que se diz, eu nunca fui casado. O que mais quero é ter uma casa cheia. Quero ter 20 filhos, um de cada cor. A minha mãe diz que sou maluco!" Um desejo que quer começar a concretizar em breve. Até lá, vai continuar a ser o Lorenzo, o milionário que adora festas. Mas não só, como quer provar...

"FARTEI-ME DA ESCOLA"

- Começou a trabalhar aos 14 anos. Abandonou os estudos?

- Sim. Entretanto, comecei a trabalhar tanto que perdi a adolescência e não fazia mais nada. Eu quis voltar a estudar e estar com os meus amigos. Depois, também me fartei da escola. Mais tarde, estudei Economia e Gestão de Empresas e Artes.

- Acha que teve uma infância muito diferente das outras crianças da sua idade?

- Sem dúvida. Nunca tive um único amigo da minha idade. Os meus amigos têm 35, 40 anos. Não consigo identificar-me com pessoas da minha idade.

- O que é que os seus pais acham do seu estilo de vida?

- Apoiam-me a 100%. Sabem que sou responsável.

MILHARES POR RELÓGIOS

Quando sai à rua, Lorenzo raramente prescinde dos brincos, dos colares, das pulseiras e dos relógios de ouro. A Rolex é uma das suas marcas de eleição, e a coleção de relógios chega a vários milhares de euros. O jovem não se coíbe de os exibir quando adquire um novo exemplar.

TATUAGENS COM HISTÓRIAS

Lorenzo não se revê num jovem de 22 anos. Começou a gerir empresas há oito anos e já comprou tudo aquilo com que sonhava. A forma de marcar cada conquista que faz é através de tatuagens: "Começo a ficar assustado porque já tenho o corpo todo preenchido."

VIAGENS À VOLTA DO MUNDO

Uma das grandes paixões de Lorenzo é viajar. Apesar de ser jovem, diz que já conheceu "praticamente todo o Mundo". Portugal foi o sítio que escolheu para viver. "O meu pai, que é português, sofreu um enfarte. Então, eu e a minha mãe decidimos vir para junto dele há um ano."

ADMIRAÇÃO POR ARTISTAS

Pamela Anderson foi a convidada especial no 22.º aniversário de Lorenzo, mas o brasileiro conhece muitas outras celebridades. "Tenho amigos artistas pelo Mundo inteiro. Em Portugal, também já conheci alguns VIP. Posso dizer que todos me tratam muito bem."

"NÃO QUERO SER PILOTO"

Lorenzo Carvalho já foi piloto da Ferrari em GT3, mas o acidente que sofreu há seis meses fê-lo repensar se deve regressar às corridas. "Amo correr e estou com saudades, mas profissionalmente não quero ser piloto. Ambiciono antes ser um grande empresário."

RÉVEILLON COM NEYMAR

Lorenzo admite que não domina assuntos relacionados com futebol, mas já fez amizade com muitos jogadores. "Passei o Réveillon com o Neymar e foi muito divertido. Também costumo estar com o Kaká e com o Cafu. Ainda não conheço é o Cristiano Ronaldo", conta.

FOTOS NAS REDES SOCIAIS

Lorenzo tem seguidores no Brasil, em Itália e em Portugal, os países onde já morou, por isso, faz questão de os manter a par de todos os seus passos. O empresário coloca nas redes sociais fotos de pormenores do seu dia a dia, das festas onde vai e das pessoas que conhece.

ENTREVISTA POLÉMICA

Quando aceitou dar uma entrevista a Judite Sousa, no ‘Jornal das 8', da TVI, Lorenzo estava longe de imaginar as repercussões que esta iria ter. A jornalista foi duramente criticada nas redes sociais pelo tom agressivo com que falou com o jovem de 22 anos.

Clique na imagem para ver a fotogaleria do piloto

Clique na imagem para ler a notícia 'Judite Sousa criticada por causa de entrevista'

Clique na imagem para ler a notícia 'Presença de Pamela custa 150 mil euros'

 

 

 

Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo