Luciana Abreu: divórcio milionário gera guerra aberta

O que se previa pacífico tornou-se num verdadeiro pesadelo. Daniel Souza não assina o divórcio da atriz enquanto os bens não forem divididos. Várias testemunhas vão ser chamadas a tribunal.
Luciana Abreu
As qua
As quatro filhas de Luciana Abreu
Luciana Abreu
As qua
As quatro filhas de Luciana Abreu
09 nov 2019 • 12:00
Rute Lourenço
Por esta altura, Luciana Abreu já contava estar divorciada de Daniel Souza, mas o guia turístico surpreendeu ao opor-se ao divórcio no último dia do prazo legal em que o podia fazer.

Segundo a ‘Vidas’ apurou, o ainda marido de Luciana Abreu quer decidir na Justiça como serão divididos os bens adquiridos durante o casamento, nomeadamente uma casa e um carro. "O que se fala é que há uma casa comprada durante o casamento e que a entrada para a mesma terá sido dada, na totalidade, pelo Daniel. Também haverá um carro comprado durante o período do casamento, e o Daniel quer que seja o tribunal a decidir qual a melhor forma de dividirem esses bens", diz uma fonte, acrescentando que o caso promete gerar discórdia com Lucy.

Para esta nova fase do processo de divórcio, Daniel Souza quer que sejam ouvidas várias testemunhas, entre as quais a agente de Luciana, Ana Micaela, e a sua ‘madrinha’, Odette Raposo. "Ele só quer que seja feita justiça e que tudo seja dividido de forma equilibrada".

Violência doméstica
Neste processo, caberá também ao tribunal decidir se a queixa apresentada por Luciana Abreu de violência doméstica contra Daniel tem pernas para andar. "Ainda há muito por averiguar, pelo que todo este caso só se irá resolver no próximo ano".
Decidida está já a custódia das duas filhas que têm em comum: Amoor e Valentine, que completam o primeiro ano de vida no próximo mês de dezembro. A custódia das gémeas foi entregue à mãe, mas Daniel poderá estar com as filhas em fins de semanas alternados, o que segundo apurou a ‘Vidas’, tem cumprido. "A entrega das meninas tem corrido bem, e é normalmente feita por alguém que não a Luciana. Eles não se falam, mas sempre que é preciso resolver problemas relacionados com as gémeas fazem-nos através de terceiros".

Filhas ainda não estiveram com Yannick Djaló
Apesar de o tribunal já ter estipulado que Yannick Djaló deveria começar a ver as filhas com supervisão de psicólogas especializadas, a verdade é que tal ainda não aconteceu. O ex-futebolista mostra-se cada vez mais ansioso em relação ao reencontro com Lyonce e Lyannii, que não vê há mais de dois anos. O ex-casal está em clima de guerra, não se consegue entender e tudo está a ser decidido pelo tribunal.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo