Luciana Abreu sem provas de violência doméstica contra Daniel Souza

Apesar das duras acusações, a artista não tem como provar que foi agredida pelo ex-companheiro e a queixa poderá nem chegar a tribunal.
19 jun 2019 • 16:26
A luta de Luciana Abreu e Daniel Souza em tribunal está para breve e o ex-casal tem a primeira audiência agendada para a próxima terça-feira, 25 de junho. Em causa está o processo de divórcio litigioso e a luta pela guarda das duas filhas gémeas e não as alegadas práticas de violência doméstica.

Apesar de todas as acusações feitas pela artista, Daniel Souza não irá sentar-se no banco dos réus pelas 
alegadas práticas de violência. Segundo adiantou uma fonte à revista 'TV Mais', não há provas que fundamentem as acusações e a audiência será apenas relativa ao processo de dissolução do casamento. 

"O que vai acontecer nesse dia é uma audiência de reconciliação no tribunal, que é um ato comum neste tipo de situações. O pedido de divórcio foi feito por uma das partes e estamos perante um divórcio litigioso", contou uma fonte próxima do caso àquela publicação.

Sobre a denúncia de Luciana de violência doméstica, a mesma fonte adianta que não há indícios de que a queixa chegue a tribunal: "É um assunto muito delicado se tivermos em conta a atualidade e todas as notícias a que assistimos diariamente nos meios de comunicação social. Deve ser levado muito a sério, mas, neste caso em particular, acredito que não exista matéria que permita que o processo chegue a julgamento. Este será o desfecho mais provável, por falta de provas!", explicou.

Recorde-se que, Luciana e o guia turístico Daniel Souza casaram-se em outubro de 2017 e têm duas filhas, as gémeas Amoor e Valentine.

Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo