Luísa Castel-Branco sobre a mãe: "Vou pedir a Deus que a liberte deste sofrimento"

A comentadora social assume que já está cansada de ver a progenitora sofrer.
Luísa Castel-branco
Luísa Castel-branco
05 mai 2020 • 18:48
Luísa Castel-Branco, de 66 anos, assume que já está cansada de ver a mãe, que já não a reconhecer, sofrer. 

"Não vejo a minha mãe há mais de dois meses. Mas ela não me reconhece há muito mais tempo", começou por escrever a comentadora social, num desabafo que partilhou com os seguidores no Dia da Mãe.

"Não vou falar da dor que se sente ao ver alguém preso num corpinho tão frágil, com os olhos sempre espantados, ou pior ainda, quando tenta falar e as palavras não saem. Não vou falar de saudade, porque ela me acompanha dia e noite. Vou pedir novamente a Deus, ao universo, que envie um anjo, uma brisa do mar, um pedaço de vento e a liberte deste sofrimento", partilhou ainda.

A comunicadora tem estado em isolamento em casa e, por pertencer ao grupo de risco devido à idade, não tem ido a estúdio participar no programa 'Passadeira Vermelha', da SIC.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo