Mãe de Britney Spears apoia a filha: "É como viver na prisão"

Lynne Spears serviu de testemunha da filha em tribunal
Britney Spears e a mãe
Britney Spears e a mãe
Britney Spears e a mãe
Britney Spears e a mãe
Britney Spears e a mãe
Britney Spears e a mãe
28 jul 2021 • 18:01
A guerra entre Britney Spears e o pai, Jamie Spears, não tem fim à vista. Após ter ido para tribunal com o progenitor para que este deixasse de ter a sua tutela e de a mesma ter sido negada, Lynne Spears, mãe da artista, não esconde a sua revolta pelas ações do ex-marido contra a filha de ambos.

Nos documentos entregues em tribunal enquanto testemunha e aos quais a imprensa internacional teve acesso, a mãe de Britney Spears garantiu que a filha tem "medo e ódio" do progenitor.

"É claro para mim que o Jamie é incapaz de colocar os interesses da Britney acima dos seus próprios, tanto a nível profissional quanto pessoal", garantiu.

Lynne Spears vai mais longe e garantiu que a filha toma "remédios completamente inapropriados" e duvidou dos exames psicológicos feitos à cantora. "A Britney foi tratada por um médico contratado pelo Sr. Spears, que prescreveu o que eu e muitos outros acreditamos serem remédios completamente inapropriados para a minha filha, que não queria tomar os medicamentos", avançou.

Em 2019, Lynne Spears esteve envolvida na tutela da filha, durante um "tempo de crise", mas ao perceber da forma como Britney era tratada acabou por sair. Nesse mesmo ano, Jamie Spears agrediu o neto Sean Federline. Essa agressão "destruiu o que restava da relação entre os dois".

No documento apresentado pela mãe de Britney em tribunal, quando o progenitor da cantora não está em casa, a artista é controlada pelos empregados, médicos e seguranças. "Este escrutínio é exaustivo e aterrorizante, é como viver na prisão", reforçou.

Recorde-se de que Britney Spear está há 13 anos nas 'mãos' do pai. Jamie Spears tem controlo da sua vida pessoal, financeira e profissional.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo