Mãe de Sara Barradas já está a cumprir pena na prisão de Tires

Felisbela Dias foi condenada a sete anos de prisão por crimes de burla.
Sara Barradas ao lado de Felisbela, que burlou familiares e amigos
Sara Barradas e a mãe, Felisbela Dias
Sara Barradas e a mãe, Felisbela Dias
Sara Barradas com a mãe, Felisbela Dias e as irmãs, Bárbara e Íris
Sara Barradas, José Raposo
Sara Barradas ao lado de Felisbela, que burlou familiares e amigos
Sara Barradas e a mãe, Felisbela Dias
Sara Barradas e a mãe, Felisbela Dias
Sara Barradas com a mãe, Felisbela Dias e as irmãs, Bárbara e Íris
Sara Barradas, José Raposo
21 jan 2021 • 11:22
Miguel Curado e Sérgio A. Vitorino
A mãe de Sara Barradas já se encontra na cadeia. Felisbela Dias foi condenada a sete anos de prisão efetiva por crimes de burla, um dos quais à própria filha. O seu companheiro, João Almeida, também foi condenado a seis anos de pena. 

A informação do CM foi confirmada pelo Comando Metropolitano de Lisboa da PSP. 

"O Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, através da 5ª Divisão Policial, no dia 20 de janeiro, pelas 10h30, procedeu à detenção de uma mulher de 48 anos e um homem de 50 anos, por pender sobre os mesmos mandados de detenção.

Os referidos Mandados de Detenção ordenam o cumprimento de prisão efetiva pelo período de sete anos e seis anos, repetivamente, por terem sido condenados, após decisão transitada em julgado do Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa, pelo seguinte:

- 6 crimes de burla qualificada praticados em 2014,
- 4 crimes de burla qualificada praticados em 204."

No comunicado, lê-se ainda que o prejuízo patrimonial provocado "foi de valor consideravelmente elevado, ou seja, excedeu as 200 unidades de conta (20.400,00€)".

Os detidos foram conduzidos ao Estabelecimento Prisional de Tires e Estabelecimento Prisional de Lisboa, respetivamente.

Felisbela Dias dizia ter um contacto privilegiado com um alto cargo bancário com acesso a casas a preços de saldo, tendo enganado inúmeras familiares e amigos com este esquema. À filha e ao marido, José Raposo, propôs um negócio bastante vantajoso: a compra de cinco imóveis em zonas nobres de Lisboa por um preço acessível. Sara entregou um sinal de 13 mil euros à mãe e ao companheiro desta, mas o negócio nunca foi concretizado. No dia em que estava marcada a escritura, Felisbela desculpou-se, afirmando que o seu contacto, não atendia o telemóvel, simulando ter sido ela a enganada.

Apesar de ter sido lesado, o casal não apresentou queixa.

A atriz Maria João Abreu, ex-mulher de José Raposo, foi outras das vítimas do esquema.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo