"Cantar é a minha razão de viver": Marco Paulo celebra 75 anos

Cantor português já completou 50 anos de carreira e diz que o adeus aos palcos está para breve.
Marco Paulo
Marco Paulo
Marco Paulo
Marco Paulo
Marco Paulo
Marco Paulo
Marco Paulo
Marco Paulo
Marco Paulo regressa aos palcos após doença
Marco Paulo
marco paulo
Marco Paulo
Marco Paulo
Marco Paulo
Marco Paulo
Marco Paulo
Marco Paulo
Marco Paulo
Marco Paulo
Marco Paulo
Marco Paulo regressa aos palcos após doença
Marco Paulo
marco paulo
Marco Paulo
21 jan 2020 • 18:49
Marco Paulo está de parabéns. O cantor português celebra hoje, dia 21 de janeiro, 75 anos.

O artista, que nasceu em Mourão, no Alentejo, a 21 de janeiro de 1945, com o nome completo de João Simão da Silva, veio a tornar-se famoso como Marco Paulo, com temas de grande popularidade como 'Eu tenho dois amores', 'Maravilhoso coração', 'Joana', 'Taras e Manias' ou 'Morena ou Morenita'.

O caminho foi longo e fez com que se tornasse num dos intérpretes mais populares do País e também num recordista de vendas.

Aos 75 anos, o artista já assinalou 50 anos de carreira, depois de muitas as salas que encheu ao longo de 50 anos, e de mais de quatro milhões e meio de discos vendidos.

Marco Paulo também brilhou na televisão com alguns programas da sua autoria, como 'Eu tenho dois amores', 'na RTP, e os seus temas foram a banda sonora de várias produções da ficção nacional.

Em relação à vida pessoal, não casou, não teve filhos e encontrou a sua família junto dos milhares de admiradores através das canções. No entanto, Marco Paulo garante ter tido "muitos amores" e que foi um homem de "muitas paixões". 

No percurso de Marco Paulo, estão também marcados alguns problemas de saúde que enfrentou. 

Em 1996, Marco Paulo foi diagnosticado com um cancro no cólon, e foram-lhe dados apenas dois anos de vida, mas acabou por vencer a dura batalha.

Em 2018, foi operado a um rim devido a problemas hepáticos. Na altura, chegou a ter de cancelar alguns concertos. 


Ao longo do caminho que traçou, Marco Paulo fez algumas confissões marcantes. A morte da mãe foi algo que recorda com a maior tristeza. "Ao longo da vida, acho que só chorei verdadeiramente, a sério, por três vezes. A primeira quando soube que ia prestar serviço no Ultramar, a segunda quando fui informado que tinha cancro e a terceira quando perdi a minha mãe", disse.

Marco Paulo nunca escondeu que tem uma grande fé e acredita que voltará a encontrar-se com a progenitora. O cantor já revelou que continua a dialogar com ela, em entrevista ao 'Alta Definição'. 

"Falo muitas vezes com a minha mãe. Não sei se as pessoas aceitam bem ou mal aquilo que vou dizer mas a minha mãe está à espera de me ouvir cantar. A minha mãe está à espera de me abraçar. Ela tem saudades minhas e onde ela estiver, está a ajudar-me. A dar-me forças. Quando sei que possivelmente não vou corresponder àquilo que as pessoas esperam por estar cansado ou rouco, quando entro no palco alguma estrela me ilumina. E essa estrela é ela, a dizer-me tem força que vais conseguir. E eu consigo.", contou, emocionado. 

Já em relação ao pai, os dois nunca tiveram a melhor relação e o progenitor do artista nunca apoiou a sua carreira. "Eu sei que o meu pai tinha orgulho em mim e que falava de mim aos amigos. Mas reconheçê-lo, nunca", afirmou sobre o pai. 

Com o passar do tempo, o artista já tem vindo a pensar no momento em que vai pôr fim à carreira de sucesso na música e não foge ao tema. "Eu gostava que estes 50 anos se prolongassem por outros 50, mas sei que nada na vida é eterno e que um dia deixarei de cantar. Muito me vai custar, cantar é a minha razão de viver", assumiu. "O meu adeus está para breve", disse, durante um concerto em 2019 no Coliseu dos Recreios, em Lisboa. 

Marco Paulo já admitiu que as milhares de fãs vão "chorar" quando enfrentar o fim da carreira. Até lá, Marco Paulo continua dedicado aos espetáculos.

 

Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo