Maria Botelho Moniz oferece ajuda a menino que ficou tetraplégico após agressões na escola

Apresentadora ficou muito sensibilizada com a história de Leandro e não poupou críticas ao estabelecimento de ensino.
Maria Botelho Moniz
Maria Botelho Moniz
Maria Botelho Moniz
Maria Botelho Moniz
Maria Botelho Moniz
Maria Botelho Moniz
02 jun 2021 • 17:21
Esta quarta-feira, Maria Botelho Moniz e Cláudio Ramos receberam no programa 'Dois às 10', da TVI, Fabiana, a irmã de um menino que ficou tetraplégico, em 2017, na sequência de várias agressões sofridas em ambiente escolar.

A irmã explicou o que se passou, uma situação que revoltou a apresentadora. "O Leandro estava a partilhar um pacote de bolachas com os colegas, até que houve um que lhe tirou o pacote. Após uma discussão, esse colega deu uma chapada na testa do Leandro… Ele, sem contar com a situação, acaba por cair muito mal", revela, acrescentando que, depois das agressões e da queda - em que sofreu uma hemorragia grave - o irmão foi sujeito a mais de 20 cirurgias, mas sem sucesso, acabando por ficar tetraplégico. "Nunca mais voltou a ser a pessoa que era antes".

Revoltada, a irmã do menino explica que a escola em questão nada fez para acompanhar a situação de Leandro.

"Fui tratada como uma criminosa, parecia que era estranho eu entrar ali, que a visibilidade da escola era o principal e eu era sempre colocada numa salinha à parte, para que ficasse ali abafado. Não há uma responsabilização de ninguém e nós precisamos de ajuda", diz.

Perante esta afirmação, Maria Botelho Moniz não se conteve e ofereceu-se para financiar os tratamentos de Leandro caso a família não o consiga fazer. "A minha pergunta para esta escola é: o que é que vocês andam a fazer à vossa vida? Porque é esta a imagem pública com que vão ficar. É que deixam os vossos meninos ficar neste estado e não fazem absolutamente nada. Isto é de levar uma pessoa à loucura. S
e esta gente não quer fazer por ele, faço eu, faz o Cláudio, faz a nossa equipa. Vai ser pago sempre, tem a minha palavra de honra", disse, acrescentando sentir vergonha da situação.

O vídeo com a reação de Maria acabou por se tornar viral.

Mais sobre
Newsletter
topo