Maria Botelho Moniz supera desgostos e agarra-se a nova vida

O novo reforço na apresentação do renovado ‘Big Brother’ já viveu momentos dramáticos. Agora, atira-se a este desafio profissional na TVI de pés e cabeça...
Maria Botelho Moniz
Maria Botelho Moniz
Maria Botelho Moniz
Maria Botelho Moniz
Maria Botelho Moniz
Maria Botelho Moniz
Maria Botelho Moniz
Maria Botelho Moniz
Maria Botelho Moniz
Maria Botelho Moniz
14 mar 2020 • 15:42
André Filipe Oliveira
A vida de Maria Botelho Moniz, de 35 anos, prepara-se para sofrer uma verdadeira reviravolta. A jovem apresentadora é um dos reforços da nova edição do ‘Big Brother 2020’, que estreia no domingo 22 de março.

Para trás fica uma ligação de 12 anos à SIC, tendo integrado vários projetos da televisão de Paço d’Arcos, com maior impacto nos canais temáticos como o ‘Curto Circuito’, na SIC Radical, e mais recentemente ‘Passadeira Vermelha’, na SIC Caras.

Maria aceitou o convite de Nuno Santos, atual diretor de Entretenimento da estação de Queluz de Baixo, para integrar o leque de apresentadores do canal. A entrar pela porta grande na maior aposta da TVI para 2020 – o ‘Big Brother’ –, Maria concentra todas as atenções .

A MENINA QUE SE FEZ MULHER

Em março de 2014, Maria perdeu o maior pilar, o namorado Salvador Quintela, com quem mantinha uma relação há 10 anos. O jovem sofreu um acidente de mota e acabou por perder a vida. Uma mágoa profunda que guarda até hoje.

"O meu confessionário, infelizmente, já me deixou. Ouviu-me durante muitos anos e era ele que mais me dizia: ‘Vai ficar tudo bem. Não stresses’. Agora, tenho de ir buscar essa frase a outros lados, às vezes a mim mesma. Faz-me falta. Acho que se há coisa positiva que posso retirar disso é que eu aprendi a estar de pé. Tinha 20 anos quando começámos a relação. Estava protegida. Depois dele desaparecer isto balançou. Tive de voltar a reerguer-me sozinha", descreveu em lágrimas em conversa com Daniel Oliveira no ‘Alta Definição’.

O segundo acontecimento que abalou a vida da nova estrela da TVI aconteceu em abril de 2018, com a morte do pai.

O DRAMA COM A BALANÇA

A autoestima de Maria Botelho Moniz tem sido abalada nos últimos anos, muito devido à imagem. A apresentadora mantém uma luta contínua contra o excesso de peso.

"Só de respirar já lá vai meio quilo. No meu caso, é uma luta muito mais psicológica. Sei o que é preciso para ter o corpo que amava ter, mas às vezes o cérebro não acompanha. Para compensar tristezas, perdas, agarramo-nos ao conforto. Para muitos o conforto é a droga, o álcool, para outros é um chocolate. Eu faço parte desse grupo", acrescentou.

Ainda assim, Maria acredita que este problema, que é hoje um obstáculo profissional, vai mudar no futuro.

"Acho que isto vai dar a volta. Não é justo para ninguém. Nem para quem está na posição de aparecer e mesmo a ver. Está na altura de assumir que somos pessoas. Entendo que a imagem é importante, tem de haver algo apelativo. Porque é que o apelativo não pode ser o sorriso? Porque é que tem de ser a perna fininha… Somos todos bonitos", explicou.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo