Maria João Abreu abraça novo desafio em peça arrojada

Atriz mostrou grande forma física aos 54 anos.
Maria João Abreu na peça de teatro 'Boudoir - 7 diálogos  libertinos'
Maria João Abreu na peça de teatro 'Boudoir - 7 diálogos libertinos'
Foto: Direitos Reservados
22 out 2018 • 01:30
Sexo, perversão, sofrimento, morte. Nudez quanto baste e desafio – descarado e violento – ao lado mais convencional sociedade.

Tudo isto está no próximo espetáculo que Maria João Abreu vai interpretar no palco do Teatro da Trindade, em Lisboa, a partir de janeiro de 2019 e que é reservado a público maior de 18 anos.

‘Boudoir’ inspira-se no universo do polémico escritor Marquês de Sade (1740-1814), e é um o projeto do ator e encenador Martim Pedroso, muito dado a experiências radicais no teatro.

Na apresentação do seu trabalho à comunicação social, o criador disse: "Preparem-se!".

Aos 54 anos, e em grande forma física – como pode se pode avaliar pelas fotos promocionais do espetáculo (e que a própria publicou nas redes sociais) –, Maria João Abreu terá, em palco, um dos maiores desafios da sua carreira, não só pela exposição física que acarreta, mas também pela carga emocional a que os textos de Sade normalmente se associam.

Para se preparar melhor para o trabalho de corpo que ‘Boudoir’ vai exigir, a atriz – juntamente com o restante elenco do espetáculo – está a ter aulas com a bailarina nova-iorquina Marlyn Ortiz, que já foi personal trainer de Madonna (com quem fez várias tournées) e que atualmente está a trabalhar com a banda norte-americana The Black Eyed Peas.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo