Maria João Bastos vence batalha judicial

Atriz era acusada de difamação por ter questionado morte da cadela após destartarização.
Maria João Bastos com a cadela Amelie
Maria João Bastos, cadela, atriz
Maria João Bastos, cadela, chihuahua, Amélie, animal de estimação
Maria João Bastos com a cadela Amelie
Maria João Bastos, cadela, atriz
Maria João Bastos, cadela, chihuahua, Amélie, animal de estimação
04 abr 2018 • 01:30
Rute Lourenço
Dois anos depois, Maria João Bastos vê chegar ao fim a batalha judicial com os responsáveis do Hospital Veterinário Vasco da Gama, que a acusavam da prática do crime de difamação.

O processo remonta a 2016, quando a atriz manifestou a sua desconfiança em relação à unidade de saúde, depois de a sua cadela, Amelie, ter morrido na sequência de uma destartarização.

Depois dos desabafos de Maria João, o hospital decidiu agir judicialmente, mas agora o tribunal deu razão à estrela de telenovelas, afirmando que "não se pode considerar que estejamos perante uma conduta que mereça punição penal", pode ler-se na sentença em que é ainda referido que a atriz só quis esclarecer as suas dúvidas.

Maria João lamentou ainda ter ouvido do advogado de acusação: "Sr. Dr. juiz, convenhamos, é apenas um cão". Ao que agora responde: "Não era apenas um cão, era a minha princesa, com quem eu partilhava a vida".


Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo