Mariza desabafa sobre racismo: "Eu e a minha mãe fomos vítimas de muito preconceito"

A cantora garantiu que ela e a família também foram alvo de preconceito.
Mariza partilhou imagens com a família
Mariza partilhou imagens com a família
Mariza partilhou imagens com a família
Mariza partilhou imagens com a família
Mariza partilhou imagens com a família
Mariza partilhou imagens com a família
03 jun 2020 • 15:52
Mariza decidiu reagir à polémica que está no centro das atenções em relação ao racismo, depois de um cidadão afro-americano que morreu vítima da violência exercida por um polícia, ter mobilizado muitos famosos a se manifestarem contra o racismo.

A cantora também decidiu partilhar a sua história e mostrar a sua posição, revelando que ela e a família também foram alvo de preconceito. 

"Sou filha de Mãe Mestiça Moçambicana e Pai Branco Português", começou por dizer. "O meu pai teve a coragem naquele tempo, há 53 anos atrás de casar com uma Mestiça, a minha mãe", continuou.

"Viemos viver para Portugal tinha eu 3 anos, todos nos olhavam, pois éramos muito diferentes do que estavam habituados, cresci com pessoas maravilhosas, mas também fui vítima e a minha mãe mais, de muito preconceito", desabafou a artista portuguesa.

Mariza é mãe de um menino, Martim, fruto da relação com o marido, António Ferreira, com quem se juntou em 2011, e não resistiu a também falar sobre o papel de mãe no que respeita a este assunto.

"Ao meu filho nunca lhe ensinei nada sobre raças, aliás ele nem fala nisso, nem sabe o que é", garantiu, afirmando que "tudo tem a ver com a forma de educar a alma e a mente".

"Os meus pais nunca me ensinaram a diferenciar ninguém, pela cor, pela religião, facção política ou por ser rico ou pobre", afirmou.

"Sou Mestiça  sim, com muito orgulho!!!", terminou, mostrando algumas imagens da família, garantindo que tem "orgulho" nas raízes.

Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo