Meghan Markle acusada de fazer bullying ao staff do palácio

Funcionários da Casa Real acusam a mulher de Harry de humilhações e “crueldade emocional”.
Meghan Markle
Meghan Markle
04 mar 2021 • 01:30
Carolina Cunha
As polémicas em torno de Meghan Markle estão longe de terminar e a duquesa está envolvida num novo escândalo com a realeza britânica. Dias antes de a entrevista a Oprah Winfrey ir para o ar, onde a ex-atriz e Harry revelam detalhes inéditos sobre o afastamento da família real, Meghan está a ser acusada de bullying e “crueldade emocional” pelos seus antigos funcionários do Palácio de Kensington. De acordo com o jornal ‘The Times’, o caso remonta a 2018, quando a duquesa ainda vivia no Reino Unido.

Dois membros seniores do palácio, que desempenhavam funções de conselheiros dos duques de Sussex, foram alegadamente forçados a deixar os seus empregos devido à pressão de Meghan Markle. Um terceiro antigo assessor vai mais longe e afirma que foi pessoalmente “humilhado” pela mulher de Harry. Já outro ex-funcionário disse ao jornal que a situação se parecia “mais com crueldade emocional e manipulação, o que poderia ser chamado de bullying”.

Face às graves acusações, que põem em causa a conduta de Meghan enquanto membro da realeza, a mulher do príncipe Harry garante tratar-se de uma “falsa narrativa” e diz estar a ser “alvo de campanha de difamação calculada”, como retaliação pela entrevista a Oprah Winfrey.

Na conversa com a estrela americana, que será emitida no próximo domingo, na CBS, o casal revela ter vivido um autêntico pesadelo em Inglaterra com a pressão mediática.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo