Miss portuguesa em 2018 perde coroa por apelo à ajuda humanitária

Carla Rodrigues perdeu o título e não irá representar Portugal na China. Tudo porque abordou a situação na Venezuela.
Carla  Rodrigues explica o  sucedido
Carla Rodrigues explica o sucedido
Foto: Direitos Reservados
08 mar 2019 • 06:00
Isabel Laranjo
Foi em julho de 2018, numa gala em Gondomar, que Carla Rodrigues, jornalista e modelo luso-venezuelana, ganhou o título de Miss Portuguesa 2018. E tudo estava encaminhado para ir representar o País na China quando a jovem decidiu falar publicamente da situação que se vive do outro lado do Atlântico.

Apesar de já se terem passado oito meses após ter recebido a faixa de rainha de beleza, a modelo foi destituída. "O motivo foram as minhas declarações apoiando a entrada de ajuda humanitária na Venezuela, o nosso presidente interino Juan Guaidó, e [dizer] que precisamos de uma transição pacífica para a democracia", explica a miss destituída, após o comunicado da organização do concurso.

Esta instituição alega que as regras contratuais para o desempenho do mandato não foram cumpridas e que, por isso, a jovem ficou sem o título. A organização já anunciou também o nome da nova beldade que irá representar Portugal

A miss que se segue
Ana Rita Aguiar, 21 anos, natural de Aveiro, foi a primeira-dama de honor. Devido à destituição de Carla Rodrigues, é a aveirense, que também recebeu a faixa de Miss Desporto, a nova Miss Portuguesa 2018, com tudo o que isso implica, como representar Portugal em concursos internacionais.
Newsletter
topo