Morte de Filipe Duarte deixa amigos em choque

Despedida solitária. Funeral só poderá ter 10 pessoas e só ocorrerá após autópsia.
Filipe Duarte
Filipe Duarte
Filipe Duarte
Filipe Duarte
Filipe Duarte
Filipe Duarte
19 abr 2020 • 01:30
Miguel Azevedo

Abalados, desolados, em choque e inconsoláveis. As centenas de amigos, colegas de profissão e admiradores de Filipe Duarte, que nos últimos dias encheram as redes sociais de mensagens de pesar ao ator que na madrugada de sexta-feira morreu vítima de enfarte do miocárdio, não vão, no entanto, poder prestar-lhe a última homenagem. Devido às medidas restritivas por causa da Covid-19, só dez pessoas estão autorizadas a comparecer no funeral a ter lugar no Cemitério da Guia, em Cascais. As cerimónias fúnebres, no entanto, só acontecerão depois da autópsia, imposta pelo Ministério Público.

Filipe Duarte, de 46 anos, tinha regressado recentemente do Brasil, onde gravou a telenovela ‘Amor de Mãe’ ao lado da conceituada atriz Adriana Esteves, com quem fazia par romântico. Por ironia, quis o destino que as primeiras cenas do ator português na história da Globo fossem vistas em Portugal, na SIC, precisamente no dia do seu desaparecimento.

Quando, na sexta-feira, começaram a circular as primeiras notícias da morte de Filipe Duarte, ou ‘Pipo’, como era tratado, colegas, admiradores e amigos inundaram incrédulos as redes sociais. "Mal abro os olhos que me ardem de tanto chorar", escreveu Lourenço Ortigão. "Com o ‘Pipo’ partiu um bocado de mim", desabafou o humorista Marco Horácio. Para o diretor da SIC, Daniel Oliveira, "perdeu-se um dos melhores atores da sua geração", enquanto que Nuno Santos, da TVI, distinguiu um ator que nunca quis "um pingo de maquilhagem na tela". A morte de Filipe Duarte, cujo corpo foi encontrado pela mulher, Nuria, e pela filha, Antónia , de 9 anos, também foi noticiada no Brasil e mereceu o pesar de Marcelo Rebelo de Sousa.

Mais sobre
Newsletter
topo