Mulher de António Costa recorda tumor no pulmão: "Felizmente não se expandiu"

Fernanda Tadeu foi entrevistada por Maria Botelho Moniz e Cláudio Ramos no 'Dois às 10', da TVI.
Fernanda Tadeu
António Costa, Fernanda Tadeu e os filhos Pedro e Catarina.
Fernanda Tadeu
importa
António Costa, Fernanda Tadeu e os filhos Pedro e Catarina.
António Costa, Fernanda Tadeu
Fernanda Tadeu
António Costa, Fernanda Tadeu e os filhos Pedro e Catarina.
Fernanda Tadeu
importa
António Costa, Fernanda Tadeu e os filhos Pedro e Catarina.
António Costa, Fernanda Tadeu
08 mar 2021 • 13:11
Discreta no que toca à sua vida pessoal, a mulher de António CostaFernanda Tadeu decidiu abrir o seu coração numa rara entrevista. À conversa com Maria Botelho Moniz e Cláudio Ramos no programa 'Dois às 10' da TVI, a antiga educadora de infância e professora recordou o drama do cancro no pulmão, diagnosticado em 2019, e falou da relação com o marido, e os dois filhos do casal: Pedro, de 30 anos e Catarina, de 27.

"Eu tive um tumor num pulmão, que teve de ser tirado, correu tudo bem, felizmente não se expandiu. Foi tirado e a minha vida voltou ao normal, deixei de ter esse problema", afirmou. "Agora, estou 100 por cento saudável. Já nem me lembro... deixou de ser um problema", rematou. 

Além de lembrar o problema de saúde, Fernanda revelou que o marido foi um dos seus maiores pilares na altura em que era professora: "O António em setembro era sempre o meu companheiro de concurso". Confrontada sobre o facto de ter participado numa manifestação dos professores contra algumas políticas do Governo em 2008, quando Costa ainda não era primeiro-ministro, mas sim o número dois do PS, a antiga educadora confessa que, por vezes, se desentende com o marido: "Nessa altura tivemos acesas discussões sobre o tema, nunca nos entendemos. Acho que até hoje não nos entendemos".

"Sempre achei que podia dizer exatamente o que penso. Não tenho nada que me refreia. Eu estou nos bastidores, mas estou atenta. Sei tudo o que se passa. Lá em casa, muitas vezes há situações que eu não concordo", fez saber.

Fernanda relatou ainda um dos episódios mais díficeis da sua vida: quando ambos os filhos abandonaram o seu 'ninho'. "Foi horrível, muito difícil. Ter aqueles quartos vazios... também foi por isso que saímos da casa de Sintra", confessou. "Ninguém nos prepara para isso, mas aprendi a viver com isso", acrescentou.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo