Mulher e filha de Bruno de Carvalho continuam internadas

Líder leonino ainda não pôde levar Leonor para casa. Joana também está no hospital.
Joana Ornelas e Bruno de Carvalho
Joana Ornelas e Bruno de Carvalho
Foto: Paulo Calado
14 abr 2018 • 01:30
Rute Lourenço
Bruno de Carvalho foi pai na passada segunda-feira, mas até esta sexta-feira à noite ainda não tinha levado a pequena Leonor para casa. 

Segundo o CM apurou, tanto a bebé como a mãe, Joana Ornelas, mantêm-se internadas no Hospital Cuf Descobertas, em Lisboa. As razões da permanência na unidade de saúde ainda não são conhecidas mas têm gerado alguma estranheza, uma vez que, regra geral, após um parto natural, a alta poderá ocorrer entre as 24 e as 48 horas seguintes.

Apesar de Joana e a pequena Leonor permanecerem no hospital, fonte oficial do clube leonino contactada pelo CM garante que "a recém-nascida Leonor está bem de saúde e a alta poderá ocorrer a qualquer momento". Na Cuf, onde Joana teve a bebé, o sigilo tem sido a palavra de ordem sobre o estado de saúde da pequena Leonor, que nasceu com 3,600 kg às 38 semanas de gestação. 

Certo é que desde a passada segunda-feira, dia em que foi pai, que Bruno de Carvalho não é visto em Alvalade, mantendo-se em permanência no hospital ao lado da mulher e da filha.

Na véspera do nascimento, em conferência da imprensa, Bruno de Carvalho garantiu que todas as polémicas com o clube estavam a prejudicar a estabilidade da família na reta final da gravidez. "Têm sido momentos muito difíceis para nós dois, para a minha família, mas temos conseguido superá-los. E tenho pena que estes dias tenham sido completamente estragados", afirmou.
Mais sobre
Newsletter
topo