Nascimento de bebé gera uma operação complexa para o hospital

Com os planos trocados, Meghan Markle acabou por ter o seu primogénito no Hospital de Portland, a 40 minutos de Londres.
Meghan e Harry apresentam pequeno 'Archie'
Meghan e Harry apresentam pequeno 'Archie'
Meghan e Harry apresentam pequeno 'Archie'
Meghan e Harry apresentam pequeno 'Archie'
Meghan e Harry apresentam pequeno 'Archie'
Meghan e Harry apresentam pequeno 'Archie'
08 mai 2019 • 15:40
Dois dias depois do "bebé Sussex" ter nascido, Meghan Markle e o Príncipe Harry apareceram, pela primeira vez, no Castelo de Windsor para apresentar o filho ao mundo. O bebé, que ainda não tem nome, é o sétimo na linha de sucessão ao trono, mas não será príncipe. 

Meghan Markle pretendia ter a criança em casa, mas viu-se obrigada a alterar os seus planos por aconselhamento médico, visto que o bebé já devia ter nascido há uma semana. O casal optou por ir para o Hospital de Portland por ser afastado de Londres, de forma a fugir à confusão que houve quando os filhos de William e Kate Middleton - George, Charlotte e Louis - nasceram. 

Para o nascimento do "bebé Sussex", Harry e Meghan pretendiam, acima de tudo, o bem-estar da criança e manter a sua privacidade, pelo que foi montada uma operação bastante complexa para evitar fugas de informação. Assim sendo, os administradores do Hospital de Portland foram informados de que Meghan Markle seria transferida para lá, enquanto esta preparava a mala com a ajuda do marido e da mãe, Doria Ragland. 

A ida para o hospital foi feita em segredo, apenas algumas pessoas tinham conhecimento de que o bebé real iria nascer naquele dia. Harry, Meghan e Doria seguiram num carro, enquanto os guarda-costas seguiram num outro. Em 40 minutos chegaram ao Hospital de Portland. 

O bebé acabou por nascer às 5h26 com 3,260 kg no dia 6 de maio.

Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo