Nova procuradora do Ministério Público fez furor com cenas quentes na Casa dos Segredos

Advogada colocada na Comarca de Cascais ficou conhecida por sexo com Carlos Sousa na televisão.
Cleide numa das galas da ‘Casa dos Segredos’ (TVI) com os colegas Teresa e Carlos
Cleide Senhorães
Cleide numa das galas da ‘Casa dos Segredos’ (TVI) com os colegas Teresa e Carlos
Cleide Senhorães
22 out 2021 • 01:30
Vânia Nunes
Dez anos depois de ter participado na segunda edição da ‘Casa dos Segredos’ (TVI), Cleide Senhorães, de 33 anos, é agora procuradora-adjunta do Ministério Público de Cascais. Conquistas profissionais que temeu ficarem comprometidas quando abandonou o reality show da TVI, em novembro de 2011, após ter protagonizado cenas de sexo escaldante debaixo do edredão com Carlos Sousa.

"Tenho algum medo de ter problemas no trabalho. Estive vários anos a tirar o curso e, se fosse tudo por água abaixo, ia ficar muito triste", disse, já fora da ‘casa’, a ex-concorrente de Barcelos. Lá dentro, afirmou estar "em pânico" após ter-se envolvido com o colega. "Tenho consciência de que foi desconfortável para a minha família e quando sair quero explicar-lhes tudo", disse no Confessionário.

Nessa altura, a família de Cleide estava a ser chantageada por causa de um vídeo caseiro de sexo que a jovem protagonizou com um ex-namorado, Likas Cardoso, e optou por não voltar a dar a cara nas galas de domingo.

O CM tentou obter uma reação de Cleide Senhorães, mas não obteve resposta.

Desiste do sonho de ser modelo
Quando deixou a ‘Casa dos Segredos’ (TVI) Cleide confessou que queria aproveitar a ‘fama’ antes de concluir o estágio como advogada. "Para já, vou estudar propostas que recebi e tentar lançar-me no mundo da moda, que é um dos meus sonhos", disse, na altura. Acabou por fazer várias presenças em discotecas, mas em 2012 desistiu do mundo mediático e investiu na advocacia.

Defende mãe de Sara Barradas
Cleide Senhorães defendeu Felisbela Dias, mãe de Sara Barradas, no processo que a condenou a sete anos de prisão efetiva por 11 crimes de burla. A própria atriz e o marido, José Raposo, foram lesados.

"Sempre foi uma miúda focada"
Ricardo Azevedo também participou na segunda edição da ‘Casa dos Segredos’ e não podia estar mais orgulhoso de Cleide. "Ela chegou onde chegou por mérito, sempre foi uma miúda muito focada, esforçada e estudou muito", disse ao CM. "Ela teve muito mediatismo na altura devido ao envolvimento com o Carlos [Sousa], mas isso não a prejudicou, felizmente". Segundo a ‘Sábado’, Cleide ficou apta para a magistratura com uma média final de 15,5 valores.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo