Nuno Markl e Maria Vieira em "guerra" no Facebook

Troca de mensagens começou devido ao assassinato de Marielle Franco.
21 mar 2018 • 15:13
Tudo começou na passada sexta-feira quando Nuno Markl publicou um texto no Facebook onde criticava um comentário publicado na página de Maria Vieira sobre o assassinato da política brasileira Marielle Franco.

"No Facebook da Maria Vieira, um dos seus fãs, num indescritível acesso de pura e inadulterada maldade (aquilo a que os anglo-saxónicos chamam EVIL, não há outra palavra melhor) comenta a terrível execução da Marielle Franco dizendo: 'A mesma que impediu a polícia municipal de andar armada para sua defesa. Temos pena, s** happens, menos uma esquerdalha a consumir oxigénio'. Mesmo que eu fosse de direita, eu apagava isto e expulsava imediatamente este tipo da minha página", escreveu o humorista.

Maria Vieira respondeu e disse que Markl era um "pobre e deprimente tipo". E acrescentou: "Após mais uma regurgitação escrita no Facebook por um fulano que diz ser meu amigo (na realidade eu mal o conheço e nunca fui amiga dele, mas enfim, fulanos que passam a vida a mentir é coisa que não falta nos tempos que correm) um fulano que vive infiltrado na RTP, pago pelos impostos dos contribuintes que se recusam a ver os fiascos que ele produz (o útimo dos quais estreou com audiências absolutamente miseráveis e esse terá sido seguramente o motivo pelo qual ele decidiu falar sobre mim, na esperança de alavancar a mediocridade que deu á luz) um tipo que sempre aparece sob a protecção dos amigos que lhe vão arranjando trabalhinho para ele ir pagando a renda".

Foi a vez de Markl responder: "Nunca disse em lado algum que era teu amigo, isso é a imprensa que diz e a imprensa inventa muito. Mas sim: tinha um enorme respeito e estima por ti e sempre te tratei bem", revelou, acrescentando: "Nunca fui teu amigo, mas sempre adorei trabalhar contigo e conversar contigo. Tenho pena que agora sejas isto. E não, felizmente não preciso de polémicas com a Maria Vieira para ser feliz com o meu trabalho. A única coisa que estas polémicas me trazem é a profunda mágoa de ver alguém desaparecer numa nuvem de ódio".

A polémica continuou com uma nova mensagem de Vieira. "Não tenhas pena de mim, porque aqui, o pobre de espírito és tu, e muitos daqueles que tu achas teus amigos dizem isso mesmo sobre ti e muito pior, quando te vêem pelas costas! Julgavas sim que por chamares a atenção ao que escrevi chamarias em consequência a atenção para a mediocridade televisiva que tens no ar e que os portugueses se recusaram a ver mesmo sendo obrigados a pagar por aquilo que não querem ver! No texto mentiroso e hipócrita que sobre mim escreveste, estão vários comentários de seguidores teus que me desejam a morte! Porque não os apagaste então, se és assim tão fofinho e bem formado??? Eu não sou «isto», eu sou a Maria Vieira, sou amada, acarinhada e admirada por muita gente em Portugal e no Brasil", concluiu a humorista.

Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo