“O Martim não é meu, é de Fátima”, diz Mariza sobre nascimento do filho

Filho da artista nasceu prematuro e médicos queriam desligar as máquinas. Fadista foi rezar a Fátima e quando voltou bebé estava bem.
Mariza
Mariza
Foto: Getty Images
11 nov 2018 • 01:30
Isabel Laranjo
Mariza garante ser uma mulher religiosa, mas sempre olhou para o fenómeno mariano de Fátima como "um negócio até me ver com as barbas a arder", explicou a Fátima Lopes, durante o programa ‘Conta-me Como És’, da TVI.

A fadista falou de vários episódios da sua vida mas foi com particular comoção que recordou a gravidez de risco que viveu para dar à luz Martim, atualmente um menino saudável de sete anos.

A fadista perdeu grande parte do líquido amniótico às 16 semanas, mas a gravidez teria de ser mantida, caso contrário o bebé não teria hipóteses de sobreviver.

Acabou por nascer às 22 semanas e esteve internado seis meses. Passou por uma operação ao coração com apenas quatro dias de vida e teve de ganhar capacidade pulmonar. "A dada altura os médicos disseram que, se não reagisse, iam desligar a máquina", recorda a fadista.

"Peguei na minha mãe e fui a Fátima. Quando voltei ele estava sentadinho, com um gorrinho e uma chuchinha." Por isso diz: "O Martim não é meu, é de Fátima."
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo