“O nosso anjinho”: Sara Norte inconsolável com morte de irmã

Irmã da atriz morre aos 14 anos após longa batalha contra a leucemia.
Sara Norte
Sara Norte
19 ago 2020 • 01:30
Rute Lourenço

Oito anos após ter enfrentando a morte da mãe, Carla Lupi, vítima de cancro no pulmão, Sara Norte volta a viver momentos de dor profunda ao perder a irmã, Beatriz, de apenas 14 anos. A jovem – fruto da relação de Carla Lupi com João Ricardo – lutava desde 2017 contra uma leucemia, "como uma guerreira", segundo descreveu Sara Norte num dos depoimentos que deu sobre a saúde da irmã.

No último fim de semana, o estado de saúde da jovem agravou-se, tendo sido internada no IPO de Lisboa, onde acabou por morrer no domingo. Esta terça-feira à tarde, foi com grande dor que o núcleo familiar mais restrito se despediu de Beatriz, nas cerimónias fúnebres, que tiveram lugar no cemitério do Alto de São João, em Lisboa.

Depois do último adeus à irmã, Sara Norte não deixou de prestar a sua homenagem a Beatriz. Nas redes sociais, a atriz de ‘Golpe de Sorte’ recordou a irmã através de uma fotografia com uma mensagem especial: "o nosso anjinho", escreveu.

Também o pai da jovem, João Ricardo, que esteve sempre a seu lado durante os tratamentos, assinalou a partida prematura da filha, na sua conta de Facebook, com um apelo emocionado. "Neste dia especial, pedia a todos que pudessem fazer um donativo de cinco euros a esta maravilhosa instituição", disse o ex-companheiro da atriz Carla Lupi, referindo-se à associação ‘Make a Wish’. "O seu donativo leva força, alegria e esperança a crianças e jovens gravemente doentes", pode ler-se na mensagem partilhada.

Em 2019, recorde-se, a família chegou a celebrar aquela que julgava ser a vitória de Beatriz contra a leucemia, que acabou por não dar tréguas. "E hoje é dia de festa! Depois de 25 meses, a Vitória! Tenho muito orgulho na minha irmã... é um exemplo de superação, resiliência e amor... e do João também! Pai e filha formam uma dupla imbatível", escreveu Sara.

Chora morte da mãe dentro da prisão
Em 2012, Sara Norte enfrentou o ano mais negro da sua vida. A atriz foi presa por tráfico de droga e cumpriu pena na prisão de Algeciras, depois de ter sido apanhada com 800 gramas de haxixe na travessia de barco de Marrocos para Espanha.

Enquanto estava detida, a mãe, Carla Lupi, já se encontrava em fase terminal da luta contra um cancro nos pulmões. Acabou por morrer durante o período em que decorria a pena da atriz, que se viu impedida de se despedir da mãe.

"A minha mãe morreu na solidão, é uma coisa que mexe comigo porque ela era uma mulher realmente guerreira, mas todos os guerreiros têm as suas fraquezas. Eu sei que a minha mãe está morta mas eu não me pude despedir dela, não lhe pude pedir desculpa", lamentou Sara em entrevista, acrescentando que esse fatídico ano foi uma lição de vida.

União de irmãs em ano de dor
Em 2012, o CM levou a mãe de Sara Norte, Carla Lupi, a visitar a filha na prisão de Algeciras, precisamente na altura em que esta completava 27 anos.

Apesar de todas as desavenças, foi possível constatar a união da família num momento difícil. De presente para Sara, Carla levou uma camisola pintada por Beatriz, então uma criança. As duas irmãs sempre mantiveram uma relação muito especial.

Faz as pazes com o pai após desavenças
A vida familiar de Sara Norte foi marcada por várias desavenças e a atriz chegou a estar de costas voltadas com o pai. No entanto, após a morte da mãe, Carla Lupi, voltou a unir-se a Vítor Norte.

Os dois, recorde-se, cortaram relações em 2010, numa altura em que a atriz trabalhou num clube de striptease, algo que incomodou o pai da jovem. No entanto, o mal-estar acabou por ser ultrapassado e o amor falou mais alto.

"Tens sido o meu porto de abrigo nos bons e maus momentos", escreveu Sara sobre o pai.

Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo