Octávio Ribeiro surpreendido por amigos no aniversário da CMTV

Diretor-geral editorial da televisão da Cofina lembrou o arranque do projeto.
Octávio Ribeiro, diretor geral editorial do CM e CMTV, no 'Manhã CM'
Octávio Ribeiro, diretor geral editorial do CM e CMTV, no 'Manhã CM'
Octávio Ribeiro, diretor geral editorial do CM e CMTV, no 'Manhã CM'
Octávio Ribeiro, diretor geral editorial do CM e CMTV, no 'Manhã CM'
Octávio Ribeiro, diretor geral editorial do CM e CMTV, no 'Manhã CM'
Octávio Ribeiro, diretor geral editorial do CM e CMTV, no 'Manhã CM'
Octávio Ribeiro, diretor geral editorial do CM e CMTV, no 'Manhã CM'
Octávio Ribeiro, diretor geral editorial do CM e CMTV, no 'Manhã CM'
17 mar 2021 • 14:18
Octávio Ribeiro, diretor geral editorial do CM e CMTV, marcou presença no regresso do programa 'Manhã CM' à antena para assinalar o oitavo aniversário do canal.

À conversa com Duarte Siopa e Ágata Rodrigues, recordou o início do projeto, que arrancou em 2013.

"O José Carlos Castro e o Pedro Mourato foram os primeiros a entrar no projeto, ainda em segredo. O Pedro Mourato fez todos os orçamentos comigo no meu gabinete, entrava às 23 horas, meia-noite para ninguém ver. O José Carlos Castro fez todo o projeto técnico. Ele foi responsável por toda a inovação tecnológica que a CMTV trouxe para o mercado português. Depois juntou-se o líder operacional, o Carlos Rodrigues."

Nesta celebração, a CMTV apresenta uma grelha de programação renovada com várias apostas no entretenimento e informação, nomeadamente com os programas 'Tarde CM', com Maya, 'Rua Segura', com Magali Pinto', duas edições semanais do 'Separados Pela Vida', com Duarte Siopa, e 'Reportagem CM'.

Apresentadas as novidades televisivas, Octávio Ribeiro aceitou fazer uma viagem pelas memórias pessoais e lembrou a enorme paixão pelos relvados.

"Durante a infância, adolescência e início da idade adulta tinha o sonho do futebol. Contra a vontade da família, em especial do meu pai. Felizmente não aconteceu se não não estaria aqui. Tinha muito talento. Era um canhoto driblador. Sempre gostei imenso de desporto colectivo."

Uma lesão acabou por ditar o fim do sonho, mas Octávio não esquece os momentos que viveu nas quatro linhas, sobretudo o esforço e dedicação que reinaram durante o tempo em que se dedicou ao desporto rei.

"Foi muito duro largar o futebol. Conciliei sempre a melhor forma possível o estudo e o futebol. Na altura, treinava-se imenso, de manhã e de tarde. Era difícil conciliar, mas sempre o fiz. Estudei Direito para a minha família ficar descansada, mas eu queria mesmo era o futebol."

A carregar o vídeo ...
Octávio Ribeiro e o sonho do futebol contra a "vontade da família"


A dupla das manhãs da CMTV falou ao coração do diretor do canal da Cofina oferecendo-lhe testemunhos de amigos e colegas de profissão, como Octávio Machado, Carlos Manuel, Renato, Vítor Rainha, entre outros.

José Carlos Castro, diretor adjunto da CMTV e amigo de longa data de Octávio Ribeiro, recordou uma história marcante de ambos.

"A nossa história de amizade é muito longa. Conheci-o em 1994. É padrinho da minha filha. No batizado dela queria acender o círio pascal com um isqueiro. O padre de repente disse: 'Alto. Parou'. Ele é muito prático, gosta de adiantar serviço. Tem a mania de ser o irmão mais velho, ralha-me muito. Já passámos muita coisa juntos. É um grande amigo".

O testemunho de Bessa Tavares emocionou Octávio, que descreveu o amigo como "o seu mestre máximo". 

"Sou amigo do Octávio há mais de 30 anos. É um jornalista de corpo e alma. Homem de convicções", apontou o antigo jornalista e gestor.

No final da conversa e visivelmente emocionado, Octávio Ribeiro cantou os parabéns à CMTV ao lado de Duarte Siopa e Ágata Rodrigues. O bolo foi preparado em direto pela chef Justa Nobre.

Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo