Paula Neves desabafa sobre problemas de infertilidade

Atriz afirmou que não lhe custou aceitar que não pode ter filhos.
Paula Neves
Paula Neves
Paula Neves
Manuel Luís Goucha
Paula Neves
Paula Neves
Paula Neves
Paula Neves
Paula Neves
Paula Neves
Manuel Luís Goucha
Paula Neves
Paula Neves
Paula Neves
03 mar 2021 • 18:55
Paula Neves foi uma das convidadas de Manuel Luís Goucha no programa das tardes da TVI. À conversa com o anfitrião, a atriz que dá vida a Celinha na novela 'Bem Me Quer' do mesmo canal desabafou sobre o seu casamento com Ricardo Duarte, bem como os problemas de infertilidade, confessando que não lhe custou aceitar que não pode ser mãe. 

A artista começou por contar que conheceu o marido, seis meses antes de começar a gravar a novela 'Anjo Selvagem'. "Foi a minha primeira relação que começou com uma grande amizade. [...] De repente há um dia em que surge a paixão, a atração física. Foi ele que deu o primeiro passo, eu não queria arriscar a amizade nem por nada. Nã queria arriscar por causa de uma noite e ainda resisti um dia e meio", afirmou. 

A artista acabou por se apaixonar pelo companheiro, mas nem tudo foi um 'mar de rosas'. Paula viu-se impedida de engravidar, devido ao facto de ser infértil. Agora, confessa que aceitar essa realidade já não lhe custa. 

"Nunca tivemos o sonho de sermos pais. O assunto da infertilidade custa-me a falar por ser sensível para tanta gente, mas não foi para nós. Percebemos que não era para nós", contou. 

A atriz confessou ainda que ser mãe nunca foi um sonho seu: "Nunca tive o apelo, o instinto maternal, nunca tive o sonho do bebé. Adoro a vida de adulta, não me apetece ter outra. [...] Penoso foi quando estávamos a tentar, tentamos por causa de uma pressão social"

Recorde-se que há três anos, Paula Neves chegou a falar sobre como os problemas de infertilidade podem afetar a vida de qualquer casal: "Passar por uma situação de infertilidade é uma prova de fogo para um casal. É um mundo de tal modo complicado que o teu desejo de ser mãe tem de estar mais alto do que o sofrimento que vais encontrar ali". 
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo