Pedro Passos Coelho: “Só há prenda para a mais nova”

O líder social democrata partilhou com a Vidas algumas medidas que se viu "forçado" a tomar neste Natal devido à actual crise
Pedro Passos Coelho esteve no lançamento do novo livro de Luísa Castel-Branco com a mulher, Laura
importa
Foto: Duarte Roriz
24 nov 2010 • 14:00

Para Pedro Passos Coelho a crise está instalada e há que poupar, principalmente na hora de comprar presentes de Natal. O líder do Partido Social Democrata confessa que este ano se viu obrigado a fazer "uma poupança forçada" e reduziu a sua lista de presentes à filha mais nova, Júlia, de três anos, e aos sobrinhos.

As suas outras duas filhas, Catarina, de 18 anos, e Joana, de 23, assim com a filha da sua mulher Laura, Teresa, de 15, não terão nada para desembrulhar à meia-noite de dia 24 de Dezembro.

"Só há prenda para a mais nova, as outras já não são crianças. Os adultos este ano não têm presentes porque não há meios para isso", revelou o líder do PSD à margem do lançamento do livro de Luísa Castel-Branco, ‘Para Ti'.

"Não me vou endividar para estimular a economia. Cada um deve gastar aquilo que pode e eu não gosto de gastar aquilo que não posso", confidenciou, revelando ainda que o Natal deverá ser passado na casa dos sogros. 

PARA QUEM MAIS AMA

Manuel Luís Goucha apresentou o livro ‘Para Ti', de Luísa Castel-Branco, que assume que a obra é muito intimista. "Este é um livro em que estou nua. Neste momento, sinto-me em paz. É difícil encontrarmo-nos e eu encontrei-me comigo. Já tenho as pazes feitas", diz Luísa Castel-Branco, que escreveu sobre as pessoas que mais ama: o marido, os filhos e os netos. "Com o meu pai ficou tudo por dizer e não deixei que isso acontecesse de novo". 

Mais fotografias em FOTOS

artigos relacionados
Newsletter
topo